sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Maçonaria do Maranhão realizará Ação Social na área Itaqui-Bacanga


A Maçonaria do Maranhão Realizará na manhã deste domingo(25), a 14º Ação Social, na área Itaqui - Bacanga, mas precisamente na comunidade do Bom Fim, onde serão realizados atendimentos, nas áreas da saúde, jurídica, educação, lazer, esporte, estética dentre outras áreas.

Segundo O Grão-Mestre do Grande Oriente Autônomo do Maranhão, Noê Paulino de Carvalho, será um dia de cidadania para a população do Anjo da Guarda e Adjacência. Disse que nesta Ação Social estarão renuídas as três grande potências da Maçonaria do Maranhão, a serviço das comunidades.

Noê Paulino Disse que a Maçonaria realiza ações sociais diariamente com o objetivo de minimizar as mazelas das classes de baixa renda, que vive no mundo da pobreza, necessitando de ajuda humana. É um trabalho filantrópico, voltado para o bem está social da população dos bairros  periféricos, assim como na Zona Rural onde se concentra um grande número de comunidades carentes.

Todo o ano, é escolhido um dia onde reunimos, o Grande Oriente Autônomo do Maranhão, a Grande Loja do Estado do Maranhão, e o Grande Oriente do Brasil no Maranhão, para fazer uma Ação Social mais ampla, de nível a Ação Global, com um maior atendimento a população. Disse Noê Paulino!  

                
O Grão-Mestre falou que a cada ano, esta Ação Social fica a cargo de uma das grande potências, este ano, está sob o comando  do Grande Oriente Autônomo do Maranhão. Informou ainda, que a Maçonaria, estará disponibilizando cursos profissionalizantes, nas áreas elétrica, hidráulica, refrigeração de alimentos, inclusão digital, dentre outros cursos que são preparados pelo SESC, SESI e SEBRAE. 

Além desses, um curso de inglês também será ministrado. informou ainda que quem quiser fazer sua inscrição para ingressar em um dos cursos oferecidos, que compareçam à Ação Social munidos dos seus documentos, onde monitores preparados estarão apostos para atender e tirar as dúvidas dos que desejam participar desses cursos.

Finalizando o Grão-Metre ressaltou o trabalho da Maçonaria, durante o ano de 2016, com inúmeros trabalhos realizados, voltados para o bem está social das comunidades carentes, não só da capital como do interior maranhense, falou que ao longo da sua existência, a Maçonaria como entidade filantrópica realiza trabalhos e ações sociais, visando minimizar os problemas sócias existentes no mundo. Conclui!



Polícia Civil prende suspeito por roubo de energia elétrica na Capital

Uma operação desenvolvida pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), conseguiu tirar de circulação na noite desta quinta-feira (22), o nacional Joelder Oliveira Torres (36), conhecido por “Besteira”, preso em flagrante delito adulterando o medidor de energia elétrica do Vips Lava Auto, situado no bairro da Cohama. 

Vale ressaltar que durante a prática o proprietário deste comércio Walber Jerônimo Carvalho (26), também foi preso nesta ação por furto qualificado.

Segundo informações dadas pelo delegado Thiago Bardal, responsável por essa ação, foi constatado que Joelder Oliveira é funcionário da Prefeitura de Paço do Lumiar, que detém de dezenas de inquéritos por essa prática criminosa, e, que vinha sendo investigado por mais de dois anos. Vale evidenciar que inúmeras denúncias o qualificavam como fraudador de medidores de energia elétrica.


Os envolvidos serão encaminhados ao Centro de Triagem, ficando à disposição do Poder Judiciário

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Centro Tático Aéreo realiza palestra sobre segurança de voo


O Centro Tático Aéreo, órgão da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) realizou na tarde da ultima terça-feira (20), uma palestra sobre segurança de voo, que foi ministrada por membros do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA I), da Força Aérea Brasileira (FAB).

O evento aconteceu no auditório da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), no Calhau, e contou com participação do tenente coronel Nilson Marques, que representou o diretor do Centro Tático Aéreo, coronel Ismael Fonseca; do major Fernando Curvo, comandante do Destacamento do Controle do Espaço Aéreo de São Luís; de pilotos, operadores, controladores de voo e mecânicos do CTA, além de 15 alunos do X Curso de Operações Aéreas (COA) e convidados.

Segundo o sargento Alberto de Araújo, Chefe de Segurança Operacional do CTA, o objetivo do evento é oportunizar palestras aos integrantes do Centro, para a promoção da consciência de segurança operacional, seguindo orientações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


Durante a solenidade os membros do SERIPA I, capitão Pedro Vidigal, o suboficial Miguel Rodrigues e o sargento Marcelo da Costa palestraram sobre temas que envolvem segurança operacional e prevenção de acidentes aéreos. Os palestrantes tiraram dúvidas e apresentaram vídeos que abordavam os assuntos discutidos.


Para o tenente coronel Nilson Marques esse evento oportuniza aos participantes uma grande troca de conhecimento no segmento de segurança de voo. “Estamos sempre nos requalificando para poder prestar o melhor serviço em prol da segurança pública, para tanto, precisamos nos aperfeiçoar principalmente nos cuidados e prevenções de acidentes durante as operações aéreas”, disse o oficial do CTA.

Mais sobre o CTA

O Centro Tático Aéreo consiste em um grupamento de elite do Maranhão que combate a ação de criminosos de alta periculosidade em diversas missões em todo o estado, dando suporte aos sistemas de segurança de várias Unidades da Federação. Mesmo com suas atribuições expandidas não deixou a própria segurança de lado, fato este comprovado por suas 20.000 horas voadas sem quaisquer acidentes, tornando-o também um dos principais elos do sistema de segurança de voo em sua região.  

Governo entrega mais de 50 novas viaturas às Polícias Militar e Civil


Em mais uma etapa do processo de modernização da infraestrutura de Segurança Pública do Maranhão, o governador Flávio Dino entregou às Polícias Civil e Militar (PMMA), mais 56 novos veículos modernos e adaptados para o policiamento na capital e interior do estado. A entrega foi realizada na última quarta-feira (21).

Em 20 meses, o Governo do Maranhão entregou 345 novas viaturas, reforçando o policiamento em todas as regiões maranhenses. Dessa vez, a Polícia Militar recebeu 50 novas viaturas e a Polícia Civil foi equipada com novos seis veículos – sendo quatro destinados para o trabalho de perícia e dois para guincho.

“Em meio às dificuldades pelas quais passa o país, não temos condições de superar todas as carências instantaneamente. Trata-se de uma decisão política priorizar como escolha legítima o Sistema de Segurança porque ele é uma premissa para a realização de outros direitos, tais como lazer, acesso à cultura, à convivência comunitária, acesso mesmo à educação. Trata-se de um enorme esforço fiscal que nós estamos fazendo”, disse o governador Flávio Dino ao entregar os veículos ao Comando da Polícia Militar.

Além das viaturas, o Governo do Estado entregou à Polícia Técnica, quatro veículos exclusivos para o reforço do trabalho de perícia, que serão destinados à qualificação da investigação criminal nas cidades de Imperatriz e Timon.  A Polícia do Maranhão também poderá contar com dois novos guinchos destinados às guarnições de São Luís e Imperatriz.

As viaturas entregues possuem tecnologia embarcada com tablets, câmeras de segurança, aparelhos de GPS e sistema de radiocomunicação.

“As viaturas novas garantem a substituição da comunicação feita via celular, por comunicação via rádio. Nós sabemos da problemática eventual com sinais de operadoras e isso atrapalhava na comunicação. Com os rádios, essa comunicação é instantânea, resolvendo problemas sérios na intervenção policial, e impedindo a consumação de crimes”, explicou o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela.

Para os agentes de segurança que operam diretamente nas ruas, a aquisição de viaturas mais modernas é fundamental para a efetividade das operações e segurança dos próprios policiais.

Para o Soldado Hélio Santana, que atua no Batalhão Tiradentes, em São Luís as viaturas trouxeram mais conforto. “Para nós e todos os demais batalhões, essas viaturas garantem a melhoria do trabalho atendendo a sociedade mais rapidamente”, declarou.

Já Gleydson Trindade observa que o calor intenso das cidades e a poeira nas operações realizadas em locais mais distantes era um fator que dificultava a ação policial. “As novas viaturas aumentam a produtividade e deixam a população mais satisfeita com o nosso trabalho”, garante.

Controle intermunicipal

O Comando Geral da Polícia Militar reforçará o controle intermunicipal com uso de armas longas por policiais treinados para intervenção, usando fuzis nas regiões de intersecção entre os municípios. As novas viaturas farão o policiamento nas estradas que interligam municípios com posicionamento estratégico nos retornos e nas 18 zonas estratégicas de segurança em São Luís e em municípios do interior. A estratégia objetiva a otimização das rondas em cidades contíguas, garantindo maior efetividade nas operações policiais

Interiorização da Segurança

Com os novos carros de perícia, o governo substituirá veículos que já atuavam há muito tempo, melhorando a qualidade do trabalho técnico do Instituto Médico Legal (IML) que atende a vários municípios nas regionais de Timon e Imperatriz.

“Nós estamos priorizando os princípios técnicos para determinar a distribuição desses veículos. Usamos uma planilha com o controle de distribuição, priorizando os municípios que têm maior índice de criminalidade e os municípios que estão com frota muito antiga. Trata-se de garantir as operações intermunicipais”, garantiu o governador Flávio Dino.

Mais viaturas

Ainda em setembro, o Governo do Estado entregará mais viaturas para reforçar o Programa ‘Pacto Pela Paz’, que tem como prioridade a redução dos CVLIs – Crimes Violentos Letais Intencionais, onde estão incluídos os homicídios, lesão corporal seguida de morte e os latrocínios, redução que só no primeiro semestre deste ano chegou a 17,3% se comparado com o mesmo período de 2014.





Superintendente fala do primeiro ano das atividades da SENARC no Maranhão

Superintendente da Senarc, Dr. Carlos Alessandro (Foto: Nilson Figueiredo)
O governo do Maranhão, através  da lei estadual 10.238/2015 criou a Superintendência Estadual de Repressão ao Narco Tráfico(SENARC), que foi efetivamente implantada em setembro do mesmo ano, pelo secretário de segurança pública Jefferson Portela, tendo como superintende o Delegado Carlos Alessandro.

O Superintendente falou a nossa reportagem  que nesse primeiro ano de existência da SENARC, foram realizadas inúmeras operações, com resultados positivos, com desarticulação de quadrilhas de traficantes, seguidas de prisões, e apreensões de grande quantidade de entorpecentes.


Disse que em um ano de criação, a SENARC realizou apreensão de 2.800 kg de drogas, dentre elas: crack, cocaína e maconha. 55 armas de fogo foram tiradas de circulação, foram feitos cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão e 264 prisões de pessoas indiciadas pelo crime de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Ressaltou os projetos já iniciados pela SENARC, através de um planejamento estratégico feito no início do 2016. Um desses projetos foi a criação do aplicativo WhatsApp. 

Lançado em 11 de abril deste ano, vem recebendo diariamente mensagens com denúncia que tem ajudado no combate ao tráfico de drogas graças a população que vem participando ativamente denunciando, contribuindo assim para o aumento expressivo de apreensões de drogas e prisões de traficantes.

Falou que a SENARC conta com dois Departamento de repressão ao tráfico, na capital comandado pelo delegado Waldenor Viégas, este departamento, é subdividido em quatro áreas. Norte, sul, leste, oeste, sob a coordenação, dos delegados. Luciano Correia Matos, Tiago Salgado, Avilázio Maranhão Neto, que coordenam os trabalhos na capital aranhense, com um efetivo de 28 polícias, entre delegados escrivães, e investigadores. 

Quanto ao departamento do interior, esta sob o comando do delegado Danilo Véras que trabalha com uma equipe de 05 investigadores e 01 escrivão de polícia. 

Informou ainda que, a SENARC conta com uma regional em Imperatriz-MA, sob a coordenação do delegado Fabian Kline, e que essa regional, é subordinada ao departamento do interior


Disse que no interior do estado, a SENARC tem realizado um grande trabalho de repressão ao narcotráfico, uma vez que parte dessa droga apreendida foi na região tocantina compreendendo os municípios de Imperatriz, Estreito, Porto Franco e nos cidades de Barra do Corda, Buriticupu e Peritoró.

Carlos Alessandro falou ainda que a maior apreensão de crack foi feita em fevereiro. Foram 120 kg dessa droga tirada do mercado pelas equipes da SENARC, droga essa que pertencia a Antonio Pereira preso aqui em São Luís, por tráfico de drogas e participação de uma organização criminosa de Mato Grosso, com ramificação na capital maranhense, considerada uma das maiores apreensão de Crack.

Em São Luís na semana passada, a Superintendência, realizou a maior apreensão de maconha, onde 500kg, dessa droga foram tirados de circulação, causando um grande prejuízo ao mundo do tráfico, ocasião em que foram apreendidas 07 armas de fogo, sendo 04 pistolas .40 uma metralhadora 9m, um revólver, e uma pistola 46.35, tirando ainda de circulação do mercado 360kg de drogas nos municípios de Grajaú, e Buriticupu.

O Superintendente falou que estatisticamente houve um aumento de quase 600% no que diz repeito a apreensões de maconha, no período 2016 em relação 2014 e 2015 em relação a apreensão de crack, o aumento foi de 225%, são dados estatísticos importantes que comprovam a atuação da SENARC no seu primeiro ano da sua criação tanto no interior como na capital maranhense.

INCINERAÇÃO DE DROGAS

  
Falou que em fevereiro deste ano foram incinerados, 700kg de maconha, e que na manhã desta quinta-feira(22). serão incineradas a maior quantidade de drogas já incineradas no estado, totalizando 1.700kg de drogas.
Foto: Nilson Figueiredo

Foto: Nilson Figueiredo

Foto: Nilson Figueiredo

O superintendente informou  ainda que a SENARC está com um projeto na sua estrutura organizacional de implantação da cinofilia, que é o emprego de cães em operações especiais de farejamento na localização de drogas em locais de difícil percepção humana. Disse que é um projeto que já se encontra em fase de implantação, e que até o mês de outubro estará implantado para dar maior suporte as operações no combate ao tráfico de drogas.

Todos esses resultados positivos alcançados pela SENARC neste primeiro ano da sua criação, é graças ao trabalho, empenho, responsabilidade e dedicação das equipes de investigadores, escrivães e delegados, e que a meta é manter esse ritmo, para que possamos fechar o ano de 2016 com record de prisões e apreensões de drogas em todo o estado. Para isso contamos com o total apoio do Secretário de Segurança, Jefferson Portela, assim como da Delegacia Geral na pessoa do Delegado Geral Lawrence Melo. Concluiu!

Jefferson Portela deixa força tarefa em Coroatá


O Secretário de Segurança público Jefferson Portela; o secretário adjunto Saulo de Tarso; o delegado geral Lawrence Mello; o comandante da PM, o Cel. Frederico Pereira; o Superintendente do interior Dicival Gonçalves; o Superintendente da Sptc Miguel Alves e demais autoridades, neste momento em Coroatá, em reunião objetivando garantir uma eleição limpa para 2016.

A mesma reunião acontecerá em demais municípios. No ensejo, estarão tratando da organização integrada entre as polícias Civil e Militar, para o combate à compra de votos e contra a coação da violência nas eleições para 2016.


O secretário de segurança deixará uma força tarefa no município de Coroatá, onde da mesma forma, acontecerá com outros municípios.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

ALUNOS DO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS VISITAM O CIOPS

Na manhã da última sexta-feira (16), cadetes do segundo ano do Curso de Formação de Oficiais da Academia de Bombeiro Militar (CFO), “Josué Montello”, visitaram o Centro Integrado de Operações de Segurança do Maranhão (CIOPS).

Os cadetes e seu instrutor, o Coronel QOBM João Wanderley Costa Pereira, foram recebidos pelo Tenente Coronel QOPM Luís Eduardo Vaz, diretor do CIOPS, que fez uma breve explanação sobre o funcionamento do centro e acompanhou os visitantes pelas instalações do tele atendimento, do vídeo monitoramento, do despacho das viaturas do sistema de segurança pública, dos serviços de estatística e análise criminal e do setor das tecnologias da informação e comunicação.

Na ocasião, o Tenente Coronel Vaz destacou “que a integração da Polícia Militar, do Bombeiro Militar e da Polícia Civil, tanto no CIOPS quanto nas ruas, facilita o atendimento das solicitações da comunidade. No caso de um acidente de trânsito com vítimas presas às ferragens, por exemplo, uma mesma chamada irá acionar a Polícia Militar para o devido isolamento, o Bombeiro Militar com seu equipamento especializado para remover às vítimas das ferragens e a Polícia Civil, para o levantamento do local de acidente pelo ICRIM. Em casos ainda mais graves, também é possível acionar o Delegado da área e o IML para suas providências. Com isto, o Sistema de Segurança Pública do Maranhão pode dar uma melhor resposta às necessidades da sociedade”.

Já o Coronel Wanderley agradeceu pela recepção e falou da importância dos cadetes do Corpo de Bombeiros do Maranhão, conhecer a sistemática de funcionamento do CIOPS, pois enquanto se está atendendo um chamado na rua, muitas vezes não se tem a ideia de quantas pessoas estão trabalhando para que este atendimento ocorra. Destacou também que, no futuro, quando oficiais, poderão vir a trabalhar no CIOPS como supervisores de despacho e, para isto, precisam conhecer sua profissão e estar muito bem preparados para dar solução a todo tipo de solicitações que aqui são recebidas diariamente.