sexta-feira, 18 de novembro de 2016

AVISO AOS INTERNAUTAS QUE ACOMPANHA A NOSSO PAGINA DE NOTICIAS, QUE JÁ ESTAMOS TRABALHANDO EM NOVO ENDEREÇO

Motociclista morre após colidir em animal em BR

O acidente ocorreu na noite de quarta (16), no município de Santa Inês, dois motociclistas transitavam pela via quando colidiram com um jumento.

Nessa quarta-feira (16), um acidente ocorreu no km 256 na BR-316. O acidente ocorreu na noite de quarta, no município de Santa Inês, dois motociclistas transitavam pela via quando colidiram com um jumento.
Um dos condutores identificados como Romário Ferreira, 21 anos, pilotava uma Honda Fan de placa PSE-5092, morreu no local. O outro motociclista tinha 17 anos, pilotava uma moto sem placa e ficou gravemente ferido.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os dois estavam simulando uma competição no momento do acidente, por isso, estavam em alta velocidade.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SSP apresenta em coletiva 8 suspeitos de ações criminosas no Coroadinho

Foto: Nilson Figueiredo

A Secretaria de Segurança Pública apresentou, na manhã desta quarta-feira (09), por volta das 11hs, no auditório Leofredo Ramos, 08 suspeitos presos na região do bairro do Coroadinho.  Após ação da Polícia Civil e da Polícia Militar, eles foram identificados como partícipes de uma facção criminosa que estava se preparando para executar membros de uma facção rival. E estão envolvidos ainda com homicídios, roubos e  tráfico de drogas. Com a quadrilha foram apreendidos entorpecentes, um colete balístico, dinheiro e apetrechos usados no tráfico.

A Polícia Civil agiu em operação que envolveu a Seic e o serviço de inteligência da Polícia Militar, que adveio de investigações anteriores realizadas há cerca de duas semanas. Nesta quarta-feira a operação desencadeada pelas polícias resultou na prisão de 08 homens identificados por Wildson Fernandes dos Santos Serra (Potrinho), 19 anos, Denilson Sousa Costa (Joabe), 30 anos, André Luís Gonçalves de Albuquerque, 26 anos, José Maria Santos Silva,  22 anos, Jardesson Gonçalves dos Santos, 22 anos, Maykon Barros da Silva, 18 anos, Dancarlos Costa da Silva, 25 anos e Genival Barros da Silva, 19 anos.

Na operação da Seic e da PM, foram apreendidos com os suspeitos, um colete balístico, balaclava, maconha, cocaína, crack e apetrechos usados no uso de entorpecentes. Durante a coletiva, o superintendente da Seic Thiago Portela ponderou que “Alguns deles estão sendo autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, roubo, associação criminosa e homicídio, sendo que todos têm antecedentes criminais. Conforme investigações, eles estavam se armando para um enfrentamento contra outra facção criminosa. Mas foram presos antes de agirem, na manhã desta quarta-feira”.

O secretário de Segurança Pública Jefferson Portela disse que “A liberdade desse grupo, que são reincidentes, mostra o perigo social que representam. Os criminosos querem, com ações de terrorismo, gerar um sentimento de intimidação, para poderem cometer crimes.

Parabenizo tanto a Polícia Civil como a Militar por esta ação, com as prisões. Quero finalizar lamentando a morte do nosso sargento, morto ontem covardemente por um bando que também tem envolvimento na morte do sargento Baldêz,  vitimado em setembro. 

O bando que vitimou o policial Coelho já está completamente identificado, sendo que um deles já foi recolhido. Os outros serão presos em questão de horas e iremos busca-los onde estiverem e irão responder pelo que fizeram ao nosso irmão policial. A ordem é a captura dos mesmos pela ação criminosa”, finalizou o secretário de Segurança pública.

Apreensão de suspeito na morte do policial Baldêz

O Delegado Geral Lawrence Melo, presente também na coletiva, ressaltou que “Houve uma caça, uma busca aos criminosos que de forma covarde ceifaram a vida do nosso irmão, o policial Baldêz. É mais um colega que perde a vida nessa luta árdua, nessa batalha diária contra o crime.
 Foram identificados os suspeitos e apreendido o veículo usado na ação criminosa. No decorrer da tarde de ontem foi apreendido pelo Batalhão Tiradentes um adolescente já encaminhado para a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP). 
Ele acabou confessando e revelando o crime. Admitiu que estava no veículo e na ação que vitimou o policial. O adolescente indicou os nomes das pessoas envolvidas no crime que vitimou o policial Baldêz. As armas usadas seriam uma pistola e um revólver calibre 38. A Polícia Civil e a Polícia Militar estão empenhadas em capturar os outros envolvidos e identificar as armas usadas no crime”, concluiu o Delegado Geral.

Aprimorar as políticas da segurança pública: esse é o lema do Presidente do Consesp, Jefferson Portela

Dr. Jefferson Portela (Foto: Nilson Figueiredo)
Faltando poucos dias para completar um ano à frente da Presidência do Colégio Nacional de Secretários Estaduais de Segurança Pública (CONSESP), o Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela vem administrando com eficiência e cautela o colegiado dos representantes gerais da pasta da segurança pública dos 27 estados brasileiros.

O Conselho tem entre suas funções o ato de planejar, executar, deliberar, numa visão de assessoramento especial aos secretários estaduais de segurança, tendo o acompanhamento e avalição das ações de segurança pública em todas as esferas governamentais.

Uma das características da gestão Jefferson Portela é a de estreitar laços entres os membros do colegiado e, assim, discutir pontos comuns a todos, tratando de fatores que possam ser encaminhados ao poder legislativo, destacando modelos de segurança que estão triunfando em outras federações para que possam ser implantados nos demais estados membros.

O Secretário Jefferson Portela, mesmo desafiado em meio a maior recessão financeira da história do país, não vem poupando esforços para adquirir um bem comum ao Brasil: a segurança da sociedade.

No último encontro do CONSESP, realizado em outubro deste ano, foi elaborado um documento pelos membros do colegiado com as principais reivindicações dos estados brasileiros, que foi batizado de “ Carta de Gramado. Tal carta destaca pontos essenciais e prioritários para contemplar resultados de grande impacto na segurança pública. O documento foi encaminhado ao Ministério da Justiça e Cidadania, Câmara Federal e Presidência da República.


Ao longo de sua gestão, Jefferson Portela teve como sua principal pauta nos encontros com os membros do conselho, o financiamento da segurança pública, a integração da união, estados e, essencialmente, os municípios e reparo nas leis penais do país. O secretário busca, assim, aprimorar as políticas da segurança pública nacional.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

SSP e Funai discutem parceria para biometrizar documentação indígena e dificultar fraudes

Foto: Nilson Figueiredo
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) recebeu, na manhã desta terça-feira (08), por volta das 10hs, a visita de representantes da Fundação Nacional do Índio, (Funai), da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), da Frente de Proteção dos Etnoambiental Auá-Guajá, objetivando discutir mecanismos para uma parceria destinada a evitar fraudes na emissão de documentação e registros dos Povos Indígenas no Maranhão. Na reunião foi firmado termo de compromisso no sentido de montar uma estrutura para biometrizar a documentação e combater fraudes contra os indígenas.

Na oportunidade, a SSP, o Instituto de identificação (Ident) e a Funai discutiram a possibilidade de disponibilizar um equipamento de biometria usado para a expedição de documentos de identificação para o registro dos indígenas.

A SSP já trabalha firme no Combate à exploração ilegal de madeira, na apreensão de cartões do Bolsa Família em mãos dos comerciantes nos entornos das aldeias, utilizados para a agiotagem que tem como vítimas os próprios indígenas. São ações que revertem na melhoria de vida dessas populações e dos quilombolas. A visita fortalece o trabalho da SSP, o trabalho da Funai e do Estado como um todo, na prevenção e no combate à fraude.

O secretário adjunto de Segurança Pública, Saulo de Tarso Ewerton informou que a SSP está disponibilizando a sua estrutura, por meio do Instituto de Identificação para ajudar a Funai nas suas deficiências para registro dos Povos Indígenas. 

Ele ponderou que “Estamos viabilizando os recursos do Instituto de Identificação para que a própria Funai possa realizar, junto ao Rani, o Registro Administrativo de Nascimento do Índio, evitando a duplicidade. 
Foto: Nilson Figueiredo


Após a biometrização, poderemos fazer um termo de cooperação com a Funai, para que esses dados possam ser comutados e se evitem as fraudes. Estas fraudes resultam em duplicidade de documentos, como títulos de eleitores, carteiras de trabalho, CPF e de todas as formas, sobretudo para os empréstimos consignados, abrangendo o INSS.

Unidade móvel para atendimento

Saulo de Tarso Ewerton ressaltou, ainda, que juntamente com o diretor do Identificação, Lúcio Cavalcante estão com a proposição de implantação de uma Unidade Móvel, uma van, para realizar o trabalho de difusão do registro de identidade em locais de difícil acesso. “Na possibilidade de trabalhar com o povos indígenas e comunidades quilombolas, certamente iremos fortalecer, sobretudo, a cidadania e evitar a prática de fraudes”, acentuou.

Estiveram presentes na reunião, os representantes da Funai Cláudio Henrique, Daianne Veras, Francisca Rodrigues, Eliane de Jesus; e ainda Maria das Graças, Francisco das Chagas, da Sedihpop.


Francisco das Chagas repassou que, no Maranhão, está marcado para o mês de março de 2017 o próximo encontro, iniciando o trabalho de emissão de documentos básicos com os Kapó, provenientes do povo indígenas do alto de Turiaçu. 

“Estamos aguardando o resultado desta parceria entre o Governo do Estado, a Funai e o Governo Federal. No Maranhão há 16 terras indígenas homologadas e 11 povos aguardando a Biometria, combatendo assim as fraudes na emissão de documentos”, finalizou.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Polícia Civil prende suspeitos por tráfico de drogas na área Itaqui-Bacanga

Policiais civis prenderam, na tarde da ultima sexta-feira (4), Jardson Santana Pereira, 25 anos; Mauro dos Santos Góis, de 23 anos; e Carlos Alberto Araújo da Silva, de 37 anos. Os três são suspeitos de crime de tráfico de drogas praticado em São Luís. A ação foi realizada por intermédio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) e Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

A prisão ocorreu após denúncias recebidas pela polícia. No momento do flagrante, o trio estava se deslocando pela Avenida dos Portugueses em direção à região central de São Luís. Em posse dos suspeitos foram apreendidos mais de um quilo de uma substância semelhante a maconha, um veículo de cor preta e cinco munições de calibres 32 e 40.

O delegado Marcone Matos informou que Jardson Santana Pereira e Mauro dos Santos Góis já possuem passagem pela polícia pelos crimes de tráfico de drogas e assaltos. Jardson Santana Pereira, no ato da prisão, estava com a tornozeleira eletrônica. Contra Mauro Góis consta um mandado de prisão preventiva.


Bombeiros do Maranhão se destacam em testes para cursos promovidos pela Força Nacional


Na manhã da ultima segunda-feira (07), teve início o Curso de Salvamento em Soterramento, Enchentes e Inundações - CSSEI no Estado de Minas Gerais. Diversos testes físicos foram realizados na última semana com objetivo de selecionar os militares que servem na Força Nacional de Segurança (FNS) de Brasília para o ingresso no referido curso operacional.

Todos os militares  do Corpo de Bombeiros do Maranhão, que se submeteram ao teste físico, concluíram a etapa com êxito e foram imediatamente matriculados no curso. Os destaques foram para o sargento 510/94 Pereira que também é professor de Educação Física e reforçou o quadro de militares da coordenação para a aplicação do TAF e para o subtenente 49/88 Oston que conseguiu somar uma pontuação  acima da média surpreendendo os instrutores.


O curso acontece na barragem de Furnas na cidade de Ituitinga-MG e faz parte de um planejamento de treinamentos promovido pela Força Nacional de Segurança Pública. A capacitação dos militares no cenário de águas rápidas e deslizamento é um pré-requisito para a formação de um grupamento especializado em busca e salvamento  da FNS.



Os sete Bombeiros do Maranhão: o Subtenente Oston, o subtenente Anilson, o sargento J. Henrique, o sargento Osevaldo, o sargento Pereira, o sargento Laudenir e o sargento Fredson, juntamente com outros 53 militares, participarão das instruções durante duas semanas em ambientes semelhantes aos desastres com enchentes. De acordo com a coordenação do curso, técnicas e habilidades com nós, amarrações e ancoragens, além de exercícios para o resgate de vítimas em áreas inundadas com equipamentos e uso de embarcações serão bastante trabalhados pelos alunos.