sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS FORÇAS DE SEGURANÇA NO COMBATE ÀS AÇÕES CRIMINOSAS NO CARNAVAL MARANHENSE DE 2017

A Secretaria de Segurança Pública realizou um planejamento estratégico visando promover um período carnavalesco mais seguro, por parte das Polícias Civil, Militar e com o Corpo de Bombeiros Militar. As forças de seguranças estarão disponíveis para o combate à criminalidade, com um número expressivo de policiais e viaturas, no atendimento às ocorrências policiais, sendo ele para o serviço preventivo ou ostensivo.
Estarão engajados nesta operação, Superintendentes da Polícia Civil, Comandantes da Polícia Militar, delegados, Coronéis.
Policiais civis e militares, os quais atuarão de forma integrada com o Corpo de Bombeiros Militar no período momesco na região metropolitana de São Luís, para estabelecer o combater a violência. A população hoje é assistida para atendimentos, 05 plantões centrais na região metropolitana de São Luís, funcionando 24 horas e ainda plantão de reforço.
Planejamento da Polícia Civil
A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio do Delegado Geral Lawrence Melo ressaltou que “As implementações realizadas durante os períodos festivos do carnaval de 2017, estarão o funcionamento em caráter ininterrupto das delegacias durante o período momesco e ainda um posto especial estará atuando em área estratégica, para tornar mais célere o atendimento e a resolução das demandas. O Delegado Geral de Polícia Civil enfatizou ainda, a Polícia Civil contará com um número de 24 delegados, 24 escrivães e 120 investigadores, os quais formarão o atendimento às ocorrências, por meio da Polícia Civil durante o carnaval na região metropolitana de São Luís”, pontuou.
Segundo o Superintendente da Polícia Civil, Armando Pacheco, “O efetivo trabalhará além dos 5º plantões ordinários, com um 6º plantão de reforço que funcionará no prédio, que atualmente está em funcionamento o Plantão Central, na Rua do Norte. Além das equipes de plantões, estaremos com mais este reforço, somando três equipes para atendimento à população. O reforço atuará durante o período das festas das 16:00 até as 01:00 da madrugada, horário que encerará as festividades de carnaval no Maranhão. Dessa forma, a Polícia Civil objetiva permanecer mais próximo ao circuito carnavalesco, facilitando o acesso e tonar mais ágil o atendimento ao folião” sinalizou.
O superintendente repassou ainda, que os 05 Plantões Centrais estarão funcionando 24h, os quais estão localizados nos bairros da Cidade Operária, na Av. Principal s/n; no Cohatrac, na Av. Norte Sul s/n; no Centro da Cidade, na Rua do Norte; no Maiobão, na Av. 15 s/n e na Vila Embratel, na Av. João Figueiredo s/n.
Superintendência de Polícia Civil do Interior
Em contrapartida, as ações da Polícia Civil no interior contaram com um numero expressivo no combate aos crimes nos municípios maranhenses. O Superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI) Dicival Gonçalves informou que, “Como resultado da estratégia de segurança no interior, as ações acontecerão de forma integrada, com os nossos irmãos, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar”, Um quantitativo suficiente foi destacado para o interior, visando garantir a segurança do folião, que optarem a se deslocarem para os municípios.
Policiais Militares em Ação Preventiva
Cerca de 1.500 homens estarão de prontidão e aptos para o trabalho no período de carnaval na região metropolitana de São Luís. Deste contingente, aproximadamente 400 policiais estarão atuando ativamente nos circuitos oficiais do Carnaval, que compreende os dias entre os dias 24 e 28, considerados os dias da folia momesca. Os policiais estarão disponíveis na Madre Deus, Passarela do Samba, Beira Mar, Praça da Lagoa e Espigão Costeiro.
O Comandante Geral da Polícia Militar, o Cel. Frederico Pereira informou que “O efetivo policial estão ampliados para trabalharem durante o carnaval, para garantir aos maranhenses a mesma tranquilidade oferecida durante o pré-carnaval. É necessário que a população também colabore com a polícia, brincando com responsabilidade. O planejamento de segurança foi desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), com o apoio da Prefeitura de São Luís, por meio da Guarda Municipal, Blitz Urbana e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e demais órgãos da segurança. Estamos otimistas, somos uma grande equipe e realizamos um planejamento detalhado”, destacou o comandante da PM.
Responsável pelo Policiamento de Área Metropolitana (Cpam I), o Cel. Pedro Ribeiro repassou, que “No circuito da Madre Deus haverá abordagens e revistas minuciosas, no sentido de conter e manter a disciplina. Serão montadas 11 barreiras disciplinadoras nas ruas que darão acesso ao circuito. Serão proibidos a entrada de bebidas em garrafas de vidro nos locais de festa”. o Cel. Ribeiro disse ainda, que o reforço das ações será realizado com o policiamento preventivo, onde contará também com o apoio do Centro Tático Aéreo, que fará o patrulhamento aéreo em toda região. Serão intensificadas as fiscalizações da Lei Seca, onde haverá bloqueios e barreiras, com teste de alcoolemia (bafômetro), e também contra veículos contendo de sons automotivos.
Planejamento do Corpo de Bombeiros
Teremos um número expressivo nos pontos designados como pontos oficiais, com o efetivo necessário e experimentada nos grandes eventos. A força das polícias em ação conjunta nos favorece e haverá reflexo para a diminuição naquelas ocorrências em que são geradas pelo Corpo de Bombeiros. Temos certeza que teremos como nos outros anos, um carnaval tranquilo e seguro, com o empenho de todos. Pontuamos para os nossos militares de uma forma geral, a atenção para aqueles detalhes que precisamos observar, pois sabemos que por mais que se recomende, sabemos que há sempre aqueles casos de excesso de bebidas, que acarreta em grande número de ocorrências, onde as pessoas se excedem e passal mal. Onde realizamos o atendimento prioritário e as encaminhamos para o hospital.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

SUSPEITOS POR TRÁFICO DE DROGAS SÃO PRESOS PELA POLÍCIA CIVIL NO INTERIOR DO MARANHÃO

Dando continuidade ao combate ao tráfico de drogas durante o período carnavalesco equipes da Polícia Civil, deflagraram na manhã desta quinta-feira (23) ações independentes nas cidades de São João dos Patos e em Itapecuru Mirim que resultaram na prisão de José Daguia da Silva Ribeiro, conhecido como “ Zé Daguia” e de Jackenilson Cidreira Castro, de 25 anos, ambos suspeitos pelo crime de tráfico de drogas no interior do Maranhão.

A primeira prisão foi realizada na cidade de São João Patos, que culminou em um cumprimento de mandado de busca sobre a coordenação do Delegado Francisco Salles na residência de José Daguia Ribeiro. Durante as buscas no interior da casa foram apreendidas várias sacolas de embalagens contendo resquícios de uma substância semelhante a maconha, isso porque possivelmente a parte bruta dos entorpecentes já teria sido distribuída para a comercialização.

Em outra ação, só que desta vez executada na cidade de Itapecuru-Mirim, homens da Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar daquele município, prenderam em flagrante delito Jackenilson Castro, pois com o mesmo foram apreendidas 17 embalagens de entorpecentes, que estavam escondidas no interior de uma caixa de interruptor de energia.

Os acusados foram conduzidos até as delegacias das suas respectivas cidades, onde foram autuados pelo crime de tráfico de drogas e onde devem permanecer presos.

Ministério Público solicita internação de menor suspeito de estupro e roubo O menor nega ter cometido o estupro, mas assumiu o roubo

O adolescente de 15 anos, suspeito de ter estuprado a capitã do Corpo de Bombeiros e assaltado a casa da mesma, no último dia dez, será submetido ao período máximo de internação, de 3 anos, estabelecido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
O Ministério Público fez a solicitação nesta quarta-feira ao Poder Judiciário, e está prevista para ser realizada ainda esta semana a audiência de custódia, que será presidida pelo juiz da 2ª Vara de Infância e Juventude, José dos Santos Costa.
Na manhã desta quarta, o menor prestou esclarecimento sobre o fato para a promotora da Infância e Juventude, Araceles Ribeiro, no Centro Integrado de Justiça Juvenil. A promotora informou que o adolescente é do estado de Roraima e que foi ouvido acompanhado dos pais e dos advogados.
Ele negou a prática de estupro, mas afirmou ter cometido o roubo na casa da oficial. Ele confessou ter deixado a capitã e o seu filho amarrados. A promotora frisou que o ECA dispõe de várias medidas socioeducativas a menores infratores. A remissão é a mais branda, sendo empregada a pequenos delitos. Ainda tem a advertência, a prestação de serviço, a liberdade assistida e a internação como a mais severa. O menor deve participar ainda esta semana da audiência de custódia, na 2ª Vara da Infância e Juventude.

Maranhense suspeito de assassinar criança é morto em Goiânia Luis Carlos era natural de Presidente Dutra e vivia em Goiânia

O maranhense suspeito de matar uma menina de sete anos, em Goiânia (GO), foi morto durante confronto com a polícia. Ana Clara Pires Camargo desapareceu na última sexta-­feira (17), e o corpo foi achado nessa quarta­-feira (22), em um matagal, na rodovia GO-­462.
Luis Carlos Costa Gonçalves, de 35 anos, nascido em Presidente Dutra (MA), passou a ser apontado como principal suspeito após informação de um caseiro que encontrou o carro dele abandonado. O corpo de Ana Clara foi achado a 30 metros do veículo, onde havia um vidro de álcool e um composto químico ácido.
Através da placa do veículo, foi possível encontrar o endereço de um imóvel do suspeito, onde havia um anúncio de aluguel. Segundo a assessoria da Polícia Civil, Luis chegou a ser ouvido na terça­-feira (21), mas nenhuma prova de envolvimento no crime foi encontrada.
Ele demonstrava ser amigo da família e ajudou nas buscas. Após informações da namorada dele, que disse receber ameaças, Luis foi localizado e morto durante um confronto com policiais.
No dia do desaparecimento, a criança saiu para comprar refrigerante e foi vista conversando com uma pessoa em um carro prata. Ela voltou para casa e almoçou. Depois, saiu para entregar dinheiro a uma vizinha, mas não entregou, nem retornou. A provável causa da morte, segundo o Instituto Médico Legal (IML), foi traumatismo craniano.

Assaltante de banco é preso pela Polícia Civil em Santa Inês.

A Polícia Civil através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) tirou de circulação mais um assaltante de banco e traficante, o nacional Erdeson de Jesus Pinheiro Oliveira, mais conhecido como “Derson”, na tarde desta quarta-feira (22), em Santa Inês.

De acordo com superintendente, Tiago Bradal, Erdeson foi preso no bairro da Coheb no município de Santa Inês. Ele possui em seu desfavor quatro mandados de prisão em aberto pelos crimes de roubo, tráfico de drogas e formação de quadrilha, sendo que suas condenações ultrapassam os 30 anos de reclusão.

Vale ressaltar que no dia 27 de junho do ano de 2015 havia sido preso na cidade de Presidente Dutra com cerca de 350kg de maconha prensada e, que estava escondida no forro de um ônibus de turismo ocasião em que a droga estaria vindo do Paraguai com destino a Teresina.

Após formalidades legais Ederson foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário para as medidas de praxe.

Polícia Civil apreende 86 kg de maconha que seria comercializada durante o Carnaval na região metropolitana

Delegado Geral Lawrence Melo e  o Superintendente da Seic Tiago Bardal  (Foto: Nilson Figueiredo)
Durante coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (23), nas dependências da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Polícia Civil por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), apresentou os nacionais João Victor Gomes Ayres (23), Maria Carolina da Rocha Silva (22) e Nivaldo dos Reis Amorim (32), envolvidos nos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico em São Luís.
Fotos dos Acusados

 
Segundo o superintendente, Tiago Bardal, depois de receber denúncia anônima, os investigadores do Departamento de Combate ao Crime Organizado da SEIC, averiguaram as informações. Após realizarem incursões na Praça do Bigode, localizada no bairro do Jardim Renascença foi constatado que o casal João Victor e Maria Carolina estavam utilizando um veículo de marca Polo, cor preta, placa NHC 3527, para comercialização de entorpecentes para Nivaldo Amorim. O entorpecente foi encontrado dentro de duas caixas de papelão no porta mala do carro, cerca de 86 kg de maconha prensada. Vale advertir que mais dois homens participavam da negociação, mais conseguiram empreender fuga.
Veiculo Apreendido 

O casal João e Maria até então não possuem antecedentes criminais, e Nilvaldo estava cumprindo prisão domiciliar, pois já possui antecedentes por roubo e tráfico de drogas. O fato será comunicado ao Poder Judiciário, responsável pelo deferimento dessa prisão e a SEIC irá representar pela revogação, haja a vista a falta grave acometida por ele.

Segundo relatos do trio esse entorpecente é oriundo do estado do Paraguai, sendo negociada entre os valores de R$ 3.000,00 a 4.000,00 cada tablete, pois essa droga e denominada de “Skank”, geneticamente modificada, sendo mais forte. Essa apreensão soma o prejuízo de mais de 250.000 mil reais.

O Delegado Geral da Polícia Civil, Lawrence Melo, relatou as determinações deferidas pela Cúpula do Sistema de Segurança; “As ordens são expressas do Governador Flávio Dino e do Secretário de Segurança, Jefferson Portela que se combata prioritariamente o tráfico de drogas, pois é exatamente esse delito que alimenta financeiramente a organização criminosa que venham a praticar latrocínio, roubos e homicídios contra a sociedade maranhense”, relatou.

É nítido ver que cada vez mais as apreensões de drogas no estado veem ultrapassando as dezenas de quilos que entram na casa das centenas. Vale lembrar que somente no primeiro mês desse ano foram confiscadas mais de 02 toneladas e meia de maconha ocorrida no município de Fortaleza dos Nogueiras. O trabalho da DEIC tem sentido notório para evitar que grandes quantidades de drogas cheguem na área metropolitana, assim como nos interiores maranhenses.

10 bandidos são mortos após assalto a banco


Um Sargento da PM da Bahia também morreu

Dez bandidos foram mortos em São Roque do Paraguaçu na Bahia após assaltarem um banco e matarem um sargento. Muita munição e armamento foi apreendida durante a ação da polícia.