quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Procurador da República pede pressa no julgamento de cassação de governadores



A governadora Roseana Sarney (PMDB) recebeu nesta quarta-feira de cinzas (13) uma notícia nada agradável sobre o processo em que o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) pede a cassação do seu mandato e do vice, Washington Oliveira, por abuso de poder econômico nas eleições de 2010.

Segundo revela hoje a coluna do jornalista Claudio Humberto, o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, finalmente pretende que o Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral julguem os processos de cassação contra onze governadores até o julho próximo.

As ações foram apesentadas pelos adversários que se sentiram prejudicado pelo abuso de poder político e econômico, compra de votos e uso indevido dos meios de comunicação nas eleições de 2010.

O Ministério Público já pediu a cassação de governadores como Tião Viana (PT-AC) e Anchieta Jr. (PSDB-RR), mas Roberto Gurgel há mais de seis meses está com o processo da governadora Roseana Sarney em sua gaveta e não despacha para ser julgado pelo TSE.

Agora espera-se que Gurgel apresente seu paracer ao processo em que a governadora é acusada de torrar mais de R$ 1 bilhão em convênios com prefeituras para poder se eleger. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.