segunda-feira, 18 de março de 2013

Centro de Atenção Psicossocial será implantado em presídios do Maranhão

Secretários de Estado de Justiça, Sebastião Uchôa, e o de Saúde, Ricardo Murad fecham parceria

A Secretaria de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária (Sejap) deverá implantar, até a segunda quinzena de abril, uma rede de Centros de Atenção Psicossocial (Caps) nos presídios do Maranhão. A ação, que é resultado da parceria entre a Sejap e Secretaria Estadual de Saúde (SES) tem o objetivo de prestar serviços para dependentes químicos do sistema carcerário Maranhense. 


O assunto foi discutido entre os secretários de Estado de Justiça, Sebastião Uchôa, e o de Saúde, Ricardo Murad.

A parceria visa também inserir no Maranhão, o Hospital de Custódia de Tratamento Psiquiátrico (HCTP), casa de saúde responsável pelo tratamento aos presos com transtornos mentais. Os Caps, que serão implantados em todas as unidades carcerárias do Maranhão, prestarão atendimento clínico em regime de atenção diária, buscando evitar as internações dos detentos em hospitais psiquiátricos. 


O secretário Sebastião Uchôa afirmou que a ação vai aprimorar o atendimento aos internos dependentes químicos.

Sobre as unidades do Caps, o secretário Ricardo Murad disse que o ambiente será espaçoso para que os trabalhos sejam desempenhados da melhor forma possível. Ele informou que os centros serão divididos em enfermaria e local para permanência das pessoas em medida de segurança. De acordo com Murad, a proposta fundamental é ofertar um trabalho diferenciado àqueles que são dependentes de crack dentro do sistema.


O Hospital de Custódia de Tratamento Psiquiátrico (HCTP), que é uma unidade hospitalar com Medida de Segurança. Irá funcionar em Paço do Lumiar e a previsão é que as atividades tenham início em três meses.


Com capacidade para 120 vagas, a casa de saúde será destinada aos internos do sistema prisional que estão em Medida de Segurança. Hoje quem faz o tratamento aos presos com transtorno mental é o hospital psiquiátrico Nina Rodrigues, localizado no Monte Castelo. O diretor dessa unidade de saúde, Ruy Cruz, disse que a parceria proporcionará o desafogamento da clinica.


Para o secretário Sebastião Uchôa, o HTCP vai ajudar a Sejap a fazer sua função primordial, que é cuidar, tratar, e reintegrar os internos com Medidas de Segurança. “Por meio de uma gestão compartilhada entre Sejap e SES vamos garantir um trabalho de qualidade para os internos com transtornos mentais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.