terça-feira, 23 de abril de 2013

Bombeiros realizam sonho de criança internada no Hospital da Criança



O sonho de ser bombeiro, nutrido por uma criança, de 12 anos, residente no município de Paço do Lumiar, foi realizado, nesta terça-feira (23), por integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Eles foram a uma das enfermarias pediátricas do Hospital da Criança, no bairro da Alemanha, em São Luís, onde o garoto está internado com problemas de saúde que geraram quadro de desnutrição.
“Ao tomarmos conhecimento do problema de saúde do menino, de pronto, decidimos realizar o sonho dele e presenteá-lo com um uniforme completo do bombeiro mirim, pois, se para a nossa Instituição, o importante é salvar vidas, então nada mais justo que, em qualquer lugar ou a qualquer hora, sejamos capazes de cumprir nossa missão, e vim até aqui, também, faz parte do que nos propomos”, afirmou o coordenador dos Projetos Sociais do CBMMA, major Carlos Mendes, que atendeu solicitação feira pelo coronel reformado da Polícia Militar, José Nogueira Lago.
Durante a homenagem, a emoção tomou conta dos presentes, incluindo enfermeiras, médicos e seguranças. O tenente coronel do CBMMA, Ferreira Costa, presente na enfermaria disse que ficou tocado com o ocorrido. Os bombeiros agendaram com a direção do hospital um passeio do garoto em uma das viaturas da corporação, quando ele receber alta.

O garoto agradeceu a todos e, em especial, a Deus. “Tudo que tenho pedido a Deus ele tem me dado. Pedi uma vaga no colégio Cintra, por considerar o melhor de todos, e ele me deu. Nunca escondi o sonho de ser bombeiro, e hoje estou aqui, mesmo doente, realizando mais esse sonho, por isso não tenho dúvida que Deus irá me dar a minha saúde de volta”, disse. A Mãe agradeceu a homenagem e destacou a importância do trabalho do Corpo de Bombeiros.
O problema de saúde da criança foi observado, primeiramente, pela psicopedagoga do Colégio Cintra – Fundação Nice Lobão – Jaqueline Parga da Silva. “Percebi que a saúde dele estava comprometida, e comuniquei o fato à direção da escola, que não excitou em abraçar a causa”. Atualmente, além da alimentação (cesta básica), a Fundação Nice Lobão disponibiliza para a dona de casa, mãe do garoto, recursos para locomoção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.