terça-feira, 23 de abril de 2013

Polícia prende suspeitos de cometerem homicídio no Bairro de Fátima




Uma ação conjunta da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Polícia Militar, Grupo Tático Aéreo (GTA) e militares do 24º BC do Exército resultou na prisão quatro suspeitos de  serem os autores do homicídio que vitimou Luiz Gustavo Pinto Sousa, 26 anos, ocorrido dentro da feira do Bairro de Fátima, na manhã desta segunda-feira (22).  Segundo a polícia, Luiz Gustavo teria envolvimento com o tráfico de drogas naquela região. Os quatro suspeitos empreenderam fuga logo após o crime.

Foram presos Reinaldo Costa Araújo, conhecido como “Chocolate”, 23 anos; Ronaldo Carvalho, o “Neguinho”, 23; Gricleiton Lima Costa, o “Pinóquio”, 22, e Janilson Pereira Ramos, o “Lombra”, 30 anos. Com eles foram apreendidos dois revolveres, um pistola calibre 380 e outro calibre 38 cano longo e, ainda, um colete a prova de balas. 


O bando é suspeito de integrar uma quadrilha conhecida como “Grupo dos 40”, que estariam tomando as bocas de fumo da capital maranhense. De acordo com o delegado Andre Gossain, da Seic, o crime teria sido motivado por um possível acerto de conta de dívidas com o tráfico de drogas.

 “Os quatro são soldados do tráfico, que são aqueles que matam a mando dos traficantes. Todos responderão pelo crime de formação de quadrilha, porte ilegal de armas e homicídio”, contou o delegado.


Ainda de acordo com o delegado, eles estavam em uma casa próximo ao 24º BC . “Ao perceberem a movimentação policial, o grupo pulou o muro do Batalhão, onde foram cercados e capturados por policiais do exército na mata fechada”,  completou o delegado.


Além do envolvimento no homicídio desta segunda-feira, o bando já tinha passagem pela polícia e a Delegacia de Homicídios já investigava um deles, conhecido como “Chocolate”.


O superintendente de Estadual de Investigações Criminais, delegado Augusto Barros, informou que a polícia continuará trabalhando na elucidação rápida dos homicídios na Região Metropolitana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.