quinta-feira, 2 de maio de 2013

Corpo do gerente do banco do Brasil de Miguel Alves é seputado sob grande comoção


 
Sob grande comoção popular foi sepultado nesta quarta-feira (01), em Pimenteiras, o bancário Ademyston Rodrigues Alves morto nesta terça-feira (30) em Miguel Alves, durante o assalto agencia do Banco do Brasil.
 
O corpo do bancário de 34 anos chegou nas primeiras horas a Pimenteiras depois de ser velado em Teresina a pedido dos amigos. Depois de ser velado na casa do seu pai, o corpo foi levado até a Igreja de São João, onde aconteceu a missa de corpo presente, seguido pelo sepultamento no cemitério municipal.
O velório contou com a participação de amigos e familiares e de autoridades como o prefeito de Picos Kleber Eulálio, vereadores de Valença, Pimenteiras e de muitos populares.
O prefeito Venicio do Ó decretou luto oficial no município e lamentou a perca. “Lamentamos profundamente essa perca, assim como a família, Pimenteiras está de luto” afirmou.
Funcionários do Banco do Brasil de Valença também participaram do velório e lamentaram a falta de segurança nas cidades piauienses. Em Miguel Alves apenas quatro policiais militares dão segurança a cidade. As circunstâncias da morte do bancário foi o assunto, mais comentado durante o velório. Precipitação, falta de segurança e a perca irreparável da família foram as palavras mais usadas durante a tarde no velório e sepultamento do bancário que deixa esposa e três filhos.

 
fonte: http://portalv1.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.