quarta-feira, 22 de maio de 2013

Delegada Geral define estratégias de combate a crimes no campo



A delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende, definiu, durante uma reunião realizada em seu gabinete, uma serie de ações de combate aos crimes oriundos de conflitos no campo. Presentes ainda, representantes da diretoria da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema).  Durante o encontro, foram traçadas várias diretrizes que garantam a segurança de inúmeras famílias no interior do estado e a efetivação de políticas públicas voltadas para o campo.

Entre as medidas adotadas, Maria Cristina designou o delegado Carlos Augusto Coelho para assumir a Delegacia Agrária. O novo delegado recebeu das mãos dos representantes da Fetaema um estudo que mostra toda distribuição das terras e os principais pontos de conflitos agrários. Além desta, ficou acordado que um grupo de trabalho gerenciador de crises será formado. O intuito é inserir outros setores da sociedade nos trabalhos. A SSP deve convocar também para integrar o comitê, a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania, o Ministério Público, entre outros órgãos.

“Queremos que as ações tenham um cunho preventivo, e em contrapartida vamos combater todos os casos que já estão identificados. Não vamos permitir que mais homicídios ou outros tipos de delitos ocorram por conta de conflitos de terras”, afirmou a delegada geral, Maria Cristina Resende.

Já o presidente da Fetaema, Francisco de Jesus Silva, avaliou a reunião como positiva. “Ter a sensibilidade e o comprometimento da Polícia Civil é de suma importância no combate aos desmandos que ocorrem no campo. Estamos esperançosos que a partir de agora nossas demandas sejam atendidas e solucionadas”, disse.

O delegado Carlos Augusto disse que será montado um planejamento para que a Delegacia Especializada possa desenvolver ações em todas as regiões onde existam conflitos dessa natureza. Participaram também da reunião Diogo Cabral e Luis Antonio Pedrosa, assessores jurídicos do órgão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.