quinta-feira, 30 de maio de 2013

‘Júnior Catita’ é preso acusado por mais de 40 homicídios na Grande Ilha


Uma operação, envolvendo sete equipes do Serviço de Inteligência da Polícia Militar (SI-PM), resultou na prisão de Levy Vieira Silva Júnior, conhecido como “Júnior Catita”, de 28 anos; acusado de comandar o tráfico de drogas na área do São Bernardo e responsável por vários homicídios, ocorridos na região metropolitana de São Luís. Além dele, foram presos ainda Ronildo Gomes, 28; Carolina Soares Ribeiro, 22, e apreendidos quatro adolescentes, todos apontados como integrantes da quadrilha de “Júnior Catita”.
Segundo os policiais, os presos foram localizados na manhã de ontem (28), após vários dias de investigação. Eles estavam na Rua Pernambuco, na Vila São Luís – bairro situado no município de São José de Ribamar. No período da tarde, o bando foi apresentado na Secretaria de Segurança Pública (SSP).
O secretário estadual de Segurança Pública, Aluísio Mendes, informou que o grupo de “Júnior Catita” é acusado pela prática, recente, de ao menos 40 homicídios na região metropolitana de São Luís. “Prendemos um grupo muito perigoso, que eliminava seus rivais do tráfico de drogas e usuários que os deviam. Agora, o número de homicídios vai diminuir na capital maranhense”, contou.
Com os suspeitos, foram apreendidos duas pistolas ponto 40, uma pistola 9 mm, um colete a prova de balas, 16 munições calibre 20, 15 munições calibre para ponto 40, nove munições 9mm, 448 pedras de crack, 50 gramas de maconha, R$ 209 e três celulares. De acordo com Aluísio Mendes, a quadrilha usava adolescentes para a prática de vários crimes. “O grupo tinha por hábito usar garotos na prática do tráfico de drogas e homicídios, em virtude de eles serem amparados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”, declarou.
De acordo com os arquivos do Jornal Pequeno, “Júnior Catita” foi preso em novembro de 2007, no Bairro São Bernardo, pelo Departamento Estadual de Combate a Narcóticos (Denarc), acusado de traficar drogas; e em outubro de 2010, quando foi capturado com outros integrantes da “Família dos Catitas”, na Vila Kiola, em São José de Ribamar, pelo SI-PM, também pelo crime de tráfico de drogas.
Levy, Ronildo e Carolina vão responder pelos crimes de formação de quadrilha armada, corrupção de menores e tráfico de drogas. Os garotos foram encaminhados à Delegacia do Adolescente Infrator (DAI).
POR VALQUÍRIA FERREIRA JP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.