quarta-feira, 22 de maio de 2013

Setres e parceiros realizam seletivos para pessoas com deficiência



Não é de hoje que as empresas têm dificuldade para cumprir as cotas de vagas de emprego destinadas às pessoas com deficiência no Brasil. A lei nº 8213/91, que determina a contratação de 2 a 5% de trabalhadores com algum tipo de deficiência em empresas com mais de 100 funcionários já completou 22 anos e continua gerando gargalos históricos, tanto por parte dos empregadores quanto dos trabalhadores. No Maranhão, a situação não é diferente.

De olho em dificuldades como esta que a Secretaria de Estado de Trabalho e Economia Solidária (Setres) e empresas parceiras do Sine-MA planejaram um ação integrada para a realização de seletivos exclusivos para trabalhadores com essa condição.

Para isso, recrutadores de várias empresas, técnicos do Sine e intérpretes de Libras estarão reunidos no Dia D de Intermediação de Pessoas com Deficiência, que acontece, nesta sexta-feira (24), das 8h às 13h, no salão de atendimento do Sine-MA, que fica na Rua da Paz, 316 - Centro, no cruzamento da Igreja de São João.

A primeira edição do Dia D de Intermediação para Pessoas com Deficiência foi realizada em caráter experimental no mês de dezembro, contando com o acompanhamento da Promotoria de Defesa da Pessoa com Deficiência, da Defensoria Pública do Estado e da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania do Estado.

Na oportunidade, 70 candidatos e 10 empresas compareceram à ação - e 40 pessoas com deficiência foram encaminhadas para as vagas oferecidas com sucesso. Desta vez, a Setres espera agregar um maior número de empresas parceiras, além de mais vagas e mais candidatos.
De acordo com Honorata Azevedo, coordenadora da Agência do Sine de São Luís, o "encontro" entre a vaga disponível e o candidato ideal para preenchê-la ainda é difícil de acontecer, apesar da grande necessidade das empresas. "Os recrutadores das empresas alegam que muitos candidatos estão aquém do perfil exigido para a vaga, em geral por falta de qualificação", informa.

Na outra ponta do problema, as pessoas com deficiência também reclamam de dificuldades nas empresas. É o caso Evandilson de Jesus Serra, que tem uma vasta experiência no mercado, apesar de ter sérias restrições de mobilidade - ele anda com o apoio de muletas. "A maior dificuldade é a questão da acessibilidade, a falta de adaptações e rampas que facilitem nossa permanência no local de trabalho", esclarece.


Vagas disponíveis para a ação

1.         Agente de Limpeza
2.         Agente Indígena de Saúde
3.         Agente Indígena de Saneamento
4.         Médico
5.         Ajudante de Expedição
6.         Assistente Administrativo
7.         Assistente de Departamento de Pessoal
8.         Assistente de Informática
9.         Assistente de RH
10.       Auxiliar de Depósito
11.       Auxiliar de Entrega
12.       Balconista de Padaria
13.       Conferente de Almoxarifado
14.       Conferente de Estoque
15.       Eletricista de Automóveis
16.       Empacotador
17.       Faxineiro
18.       Líder de Almoxarifado
19.       Lubrificador
20.       Mecânico de Automóveis
21.       Mecânico de Automóveis e Equipamento Móveis
22.       Motorista Entregador
23.       Operador de Caixa
24.       Promotor de Loja
25.       Promotor de Rota
26.       Recepcionista de Loja
27.       Repositor de Frios
28.       Repositor de Mercadorias
29.       Técnico de Manutenção Predial
30.       Vendedor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.