sexta-feira, 28 de junho de 2013

Pai, mãe e filho são presos com mais de 500 quilos de maconha


Ortelia Ribeiro, Dilson Gley e Manoel Laércio traziam droga de Goiás para São Luís.
Policiais militares da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (PM) prenderam, ontem (27), três pessoas da mesma família, que transportavam mais de 500 quilos de maconha, em uma caminhonete S10, no município de Presidente Dutra. O casal Ortelia Oliveira Ribeiro, de 47 anos, e Manoel Laércio dos Santos Ribeiro, 46, foi preso com o seu filho Dilson Gley Rodrigues, 29, em uma barreira da PM, montada na BR-135.
De acordo com o major Harlan Silva do Nascimento, da 11ª Cia da PM de Presidente Dutra, os presos foram parados por três militares que estavam na barreira e a droga foi encontrada na carroceria do veículo. “O condutor do veículo estava muito nervoso e tinha duas armas na cintura. Os presos chegaram a oferecer R$ 20 mil para cada policial militar; no entanto o suborno foi negado e os suspeitos foram capturados em flagrante”, contou.
Com os acusados, foram apreendidos uma pistola PT 45, uma pistola 9 mm, a caminhonete S10 e cerca de 500 quilos de maconha prensada. Os três foram transferidos para São Luís e apresentados durante a tarde, em uma entrevista coletiva, no auditório, da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Outeiro da Cruz.
Maconha estava na carroceria de uma S10 e foi apreendida numa barreira da PM
Segundo o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, a droga havia sido comprada no estado de Goiás por R$ 400 mil e seria comercializada no Maranhão por R$ 2 milhões.

 “O trio é natural do Amapá, porém estava há muito tempo no Maranhão e agora foi preso com uma grande quantidade de drogas. Estamos satisfeitos com a ação realizada pela Polícia Militar e vamos continuar trabalhando para tirar de circulação os grandes traficantes”, disse.

Ortelia Ribeiro, Manoel Laércio Ribeiro e Dilson Gley Rodrigues vão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e crime de corrupção ativa (suborno). Manoel Laércio ainda vai responder por porte ilegal de arma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.