segunda-feira, 24 de junho de 2013

Vandalismo mantém interrupção de abastecimento de água em Paraibano

O abastecimento de água na cidade de Paraibano, a 496 km de São Luís, não tem mais previsão de retorno, segundo José Nilson Coelho, gerente regional da Caema (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão). Ele disse que tudo já estava pronto para a volta à normalidade, mas que, com o vandalismo da manifestação deste domingo (23), isso não pode ser realizado agora. O equipamento que distribui água para a cidade foi destruído.
Cerca de 30 pessoas depredaram o prédio da Caema (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão) de Paraibano, em um protesto que estava ocorrendo no local contra a falta de água. Elas jogaram pedras, destruíram  portões e invadiram o local, colocando fogo em um cofre que continha documentos da empresa.
caema-3-1024x684
caema-1-1024x684
Prédio da Caema de Paraibano
Apenas três policiais estavam de plantão em Paraibano, e foi pedido um reforço ao contingente policial do município de São João dos Patos. Mesmo assim, não foi possível impedir os atos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.