sexta-feira, 26 de julho de 2013

Atletas maranhenses de Taekwondo agradecem apoio da Sedel

                                                                                                     Foto: Izabela Pinheiro       
Secretário adjunto da Sedel, Alim Maluf Neto,
com os atletas da equipe maranhense de Taekwondo

Quarenta e nove medalhas conquistadas e o segundo lugar na competição geral, foi o saldo da participação do Maranhão na Copa Brasil Nordeste de Taekwondo, realizado na cidade de Goiana (PE), nos dias 13 e 14 deste mês. Os atletas fizeram questão de visitar a Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel) para agradecer pelo apoio e incentivo.

Composta por 40 atletas, distribuídos entre as categorias mirim, infantil, juvenil e adulto, a delegação maranhense foi patrocinada pela Sedel, que disponibilizou o transporte para a equipe representar o estado na competição.

“Por meio do apoio da Sedel pudemos levar o nome do Maranhão e nome dos nossos atletas para uma competição tão importante como foi esta Copa Brasil Nordeste", destacou o presidente da Liga Maranhense de Taekwondo, Domingos Campos.

A delegação foi recebida pelo secretário adjunto de Esporte Educacional da Sedel, Alim Maluf Neto, que fez destaque à grande participação dos atletas e ao trabalho que a Sedel vem buscando em contribuir para o crescimento do esporte no Maranhão.

"Todos os atletas estão de parabéns pela participação nesta competição. É muito bom ver que o trabalho da Sedel está contribuindo para fomentar o esporte maranhense. Nós temos atletas preparados para representar nosso estado e futuramente irá representar nosso país", enfatizou Alim Neto.

Com a conquista das 49 medalhas, sendo 38 de ouro, 14 de prata e seis de bronze, o Maranhão terminou a Copa Brasil Nordeste na segunda colocação, perdendo apenas para o estado do Pernambuco, que sediou a competição.

Para o mestre de Taekwondo Adenilson Ferreira, o incentivo da Sedel foi fundamental para esta conquista. "Todo esforço foi válido e representamos muito bem nosso estado. Agora é nos prepararmos para o Campeonato Brasileiro, em setembro, em São Paulo. Lá poderemos ter grandes conquistas e mostrar o potencial de nossos atletas", destacou o mestre.

Para o atleta Derick Luiz, 11 anos, faixa preta na modalidade e medalha de ouro na luta infantil, a competição serviu para se aprimorar ainda mais e buscar novas conquistas. "Aprendi muito com essa disputa, foi uma experiência boa e com ela vou buscar me aprimorar ainda mais para buscar novos resultados para o meu estado", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.