sexta-feira, 26 de julho de 2013

DPE e Sedes fortalecerão o Bolsa Família no estado

Defensor geral, Aldy Mello Filho, na mesa de
autoridades, falou da ampliação do Bolsa Família

A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes) realizaram o I Encontro Técnico Estadual do Programa Bolsa Família e membros da DPE/MA. A capacitação foi realizada nesta sexta-feira (26), na sede da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdpe/MA).


A ação é objeto de um termo de cooperação técnica entre os dois órgãos que tem como finalidade ampliar o número de pessoas inscritas no Bolsa Família no estado.


"Muitas pessoas que procuram a Defensoria fazem jus a algum benefício dos programas federais de transferência de renda, sobretudo o Bolsa Família, mas, ou desconhecem seus direitos ou não sabem como acessá-los. 


Em parceria com a Sedes e prefeituras, a Defensoria promoverá a busca ativa desse público, através da atuação dos núcleos regionais na região metropolitana e no interior", destacou o defensor público geral do Estado, Aldy Mello Filho, durante a abertura dos trabalhos.


Para a coordenadora geral e superintendente do Bolsa Família no Maranhão, Ana Gabriela Borges, os 38 municípios onde atualmente a Defensoria possui atuação serão beneficiados pela parceria, já que muitas pessoas que ainda não estão regularmente cadastradas no programa terão a oportunidade de ter acesso aos benefícios, através da intermediação da Defensoria. 


"Para a realização do termo vai ser necessária a participação dos gestores municipais, através de suas secretarias de assistência social, para que os resultados sejam alcançados", explicou.



Bolsa-Família
O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza (com renda mensal por pessoa de R$ 70,00 a R$ 140,00) e extrema pobreza (renda de até R$ 70,00), instituído 2004. 


Tem o objetivo de assegurar o direito humano à alimentação adequada, promovendo a segurança alimentar e nutricional e contribuindo para a erradicação da extrema pobreza e para a conquista da cidadania pela parcela da população mais vulnerável à fome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.