segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Flagrante: travessia de barco sem colete salva-vidas

Barqueiros ignoram as leis e passageiros se arriscam nas águas do Tocantins. A infração cabe multa a partir de R$ 80.



O lazer nas águas do rio Tocantins ou mesmo a travessia entre os dois Estados, para outros compromissos nas cidades de Imperatriz e São Miguel (TO) abrem espaço para uma cena cada vez mais comum: a ausência do colete salva-vidas. 

Neste fim de semana, mais uma embarcação foi vista transportando passageiros em situação de risco. 

Cinco pessoas, aparentemente menores de idade, estão no barco que saiu da praia do Meio em direção ao cais do porto, mas nenhuma delas usa o colete. 

O equipamento é indispensável e a multa para os barqueiros que transportam passageiros sem o salva-vidas varia, a partir de R$ 80, dependendo do tamanho e da lotação da embarcação. Segundo a Marinha, essa tem sido a infração mais frequente.

Imirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.