quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Fapema disponibiliza R$ 400 mil para financiamento de projetos de pesquisa em escolas da rede pública

Está aberto na página da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) o edital Maranhão Faz Ciência (Prociência), lançado pelo Governo do Estado, por meio da fundação, com o objetivo de estimular a iniciação científica em escolas públicas de ensino fundamental e médio do Maranhão.

 Estão sendo disponibilizados recursos no valor de R$ 400 mil. Os professores interessados em obter financiamento para projetos de pesquisa científica e tecnológica podem se inscrever no edital que está disponível no endereço www.fapema.br. O prazo é até o dia 30 de agosto.

“O Programa Maranhão Faz Ciência visa estimular a participação de professores e estudantes de escolas públicas estaduais, federais e municipais, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos dentro das escolas”, enfatizou a diretora presidente da Fapema, Rosane Nassar Meireles Guerra. 

A proposta da chamada pública é também contribuir para a formação de estudantes, a partir sexto ano do ensino fundamental até o ensino médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) de escolas públicas e de Programa de Educação Indígena, contribuir com o processo de formação continuada dos professores, despertar a vocação científica e incentivar talentos entre os estudantes de ensino público.
Para concorrer ao edital, o professor tem que ter, no mínimo, título de graduação, ter uma carga horária mínima de 20 horas em escola pública do Maranhão, ministrar aula em escola pública, com vínculo comprovado, no período de vigência do projeto, estar cadastrado no Sistema Patronage e está adimplente com a Fapema, entre outras exigências.

Bolsas
Para cada projeto o professor terá direito a até duas Bolsas de Iniciação Científica Júnior e uma Bolsa Professor Jovem Cientista. Para receber a bolsa de Iniciação Científica Júnior, no valor de R$ 120,00, o aluno deve estar regularmente matriculado a partir do sexto ano do ensino fundamental, ou estar cursando o ensino médio, da educação de Jovens e Adultos (EJA) e de Programa de Educação Indígena, em escola pública do Estado do Maranhão e ser selecionado e indicado pelo coordenador do projeto.

A Bolsa de Professor Jovem Cientista, no valor de R$ 400,00, é concedida a docente de escola pública de ensino fundamental, médio, da educação de Jovens e Adultos (EJA) e de Programa de Educação Indígena, em escola pública do estado. O professor deve dedicar 10 horas semanais às atividades de pesquisa; ser o coordenador do projeto; responsabilizar-se pela gestão financeira dos recursos, bem como pela elaboração dos relatórios técnicos e manter toda documentação relativa ao projeto arquivada.

Será concedido ainda ao Proponente/Coordenador do Projeto auxílio-pesquisa no valor correspondente de até R$ 4.000,00 (quatro mil reais) destinados a despesas com capital e custeio, voltados exclusivamente ao cumprimento das atividades estabelecidas no projeto de pesquisa aprovado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.