terça-feira, 6 de agosto de 2013

Público não pagante do Sampaio cresceu mais de 500% na Série C

Diferença entre desenvolvimento do público total chega a mais de 200%


O Sampaio Corrêa vem fazendo uma boa campanha no Campeonato Brasileiro da Série C. O time lidera o grupo A da competição e, com isso, a sua apaixonada torcida tem cada vez mais lotado o Estádio Castelão nos jogos da Bolívia Querida, o que ajuda o clube no viés financeiro, já que a equipe precisa cumprir com os seus compromissos.


No entanto, o time tem tido problemas quando o assunto é a renda das partidas. Durante os jogos da Série C, a quantidade de torcedores no Castelão tem crescido consideravelmente. Todavia, o que tem aumento alarmante é o número de não pagantes no estádio.


Em toda Série C 2013, o Sampaio realizou quatro partidas em casa. Contra Brasiliense, Baraúnas, Luverdense e Santa Cruz.  O primeiro público não pagante contra o time candango foi de apenas 585 pessoas, já o do último jogo, contra os pernambucanos, o número foi altíssimo, 2.983.


O número de não pagantes se torna mais alarmante quando é realizado um cálculo de crescimento desta categoria. Do jogo contra o Brasiliense para a partida contra o Santa Cruz houve um aumento de 509,9% de pessoas que entraram sem pagar nos jogos do Sampaio Corrêa pela Série C 2013.


Trançando um quadro comparativo com o crescimento do público total dos jogos do Sampaio, os números saltam aos olhos. O público total das partidas do Tricolor na competição nacional cresceu 294,3%, quase a metade do desenvolvimento dos não pagantes. A diferença entre os dados é de 215,6%.
  •  
Torcida do Sampaio no último jogo em casa contra o Santa Cruz (Foto: Biné Morais/O Estado)Torcida do Sampaio no último jogo em casa contra o Santa Cruz 



















O presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, foi procurado pela reportagem do GLOBOESPORTE.COM. Para ele, existe um excesso por parte de alguns setores.


- É complicado controlar isso. Eu vejo vendedores ambulantes passarem suas credencias para mais de dez pessoas. Os companheiros da polícia tem que ter um pouco mais de consciência. Tivemos problemas com dois promotores na portaria. Quer dizer, o pessoal que pode pagar é quem mais arruma problema. Pois o torcedor vai lá e paga seu ingresso – afirmou.


Somando as quatro partidas em casa do Sampaio na Série C o número também é muito alto. Ao todo, 7.435 não pagaram em jogos do Sampaio. O que representa 10,9% de todos públicos do time maranhense na Série C.


O próximo jogo do Sampaio será no próximo domingo. O Tricolor recebe o Fortaleza, no Estádio Castelão, em São Luís-MA, às 19h.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.