terça-feira, 22 de outubro de 2013

Detentos feridos durante rebelião na Cadet fogem do Socorrão II

do imirante
Os detentos Wilson Gonçalves Cunha e Anderson Cardoso fugiram do Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II. A dupla estava internada desde o dia 9 de outubro, por conta de uma rebelião que resultou em nove mortes e 20 feridos na Casa de Detenção (Cadet), do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense. A rebelião seria em consequência da desarticulação de organizações criminosas em São Luís. O tumulto começou após a descoberta de um plano de fuga envolvendo 60 presos.
Fugas
Wilson Gonçalves fugiu nessa segunda-feira (21), do Socorrão II. Na madrugada desta terça-feira (22), foi a vez de Anderson Costa fugir do hospital. As algemas presas à cama foram serradas e há suspeitas que a operação tenha sido feita por pessoas próximas ao detento. Segundo informações, apenas dois agentes penitenciários fazem escolta aos presidiários que se encontram internados.
Inusitado
Anderson foi preso após participar de assalto a uma casa lotérica no município de Guimarães. O caso aconteceu no dia 17 de setembro deste ano. Ele teria escondido a quantia de R$ 1,5 mil em dinheiro no ânus e passou mal no Hospital Antenor Abreu, para onde foi levado após ser baleado.
O homem teria escondido o dinheiro após a chegada da polícia ao local do assalto. No hospital, ele passou mal e teria se contorcido bastante. A enfermeira, assustada, chamou um médico, que identificou o problema e o dinheiro foi retirado após cirurgia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.