quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Polícias interceptam quadrilha que iria assaltar Correios

As polícias Civil e Militar impediram assalto a agências dos Correios da cidade de Buriti de Inácia Vaz. O bando que estava planejando cometer a ação criminosa responde por assaltos a instituições bancárias, no Maranhão e Piauí.  Presas seis pessoas nas cidades de Buriti de Inácia Vaz e Anapurus. A quadrilha foi apresentada pelo secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, durante entrevista coletiva concedida à imprensa na tarde desta quarta-feira (23).

O bando foi detido, na terça-feira (22), depois da Delegacia Geral de Polícia Civil cruzar informações e descobrir o plano criminoso da quadrilha. De posse das informações, foi determinado que a Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) enviasse equipes da 3ª Delegacia Regional para efetuar as prisões dos suspeitos. Participou, ainda, das ações, militares 4ª Companhia Independente da PM de Chapadinha.

Foram presos Cleiton dos Santos, 30 anos; Samuel Campos Marques, o “Gabi”, 26; José Raimundo Alves de Lima, 36; Gustavo Santana, 29; José de Nazaré Garreto Vasconcelos, 31; José Ribamar Campos Neto, conhecido como “Campinho”, 26, que, de acordo com a polícia, era foragido de Pedrinhas e estava condenado há mais de 30 anos de prisão pelo crime de homicídio.


Aluísio Mendes disse que o objetivo da investigação foi impedir que crimes fossem concretizados. “O Serviço de Inteligência, juntamente com toda a polícia, monitoraram os criminosos. Após a confirmação, fechamos o cerco contra os suspeitos e tiramos mais uma quadrilha de circulação. Evitamos não só o roubo a agência dos Correios, mas sim vários outros crimes”, disse.

Em poder do bando, a polícia apreendeu duas armas, sendo um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40; quarenta e uma munições, das quais trinta e cinco de ponto 40 e seis calibre 38; um veículo Corsa Classic, de cor preta, placas OEG 9337 e uma motocicleta Yamaha, de cor branca, com placas OJD 9655. As investigações apontaram ainda que uma das armas apreendidas era de propriedade de um vigilante de uma empresa de segurança de Teresina que havia subtraída durante um assalto.

O subdelegado Geral de Polícia Civil, Marcos Affonso Moraes Junior, explicou que, por meio do monitoramento de ações criminosas, a polícia está impedindo a ação de vários bandidos. “Continuaremos treinando nossos policiais para que todo o Estado possa ter tranqüilidade e criminosos sejam presos”.


A polícia investiga se a quadrilha tem ligação com facções que agem dentro dos presidiários. A inteligência policial, segundo Aluísio Mendes, vai identificar se os seis presos têm a incumbência de realizar assaltos com o objetivo de arrecadar fundos para a aquisição de mais armas e drogas e para fazer a soltura de outros comparsas.
O comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco, afirmou que a PM continuará deflagrando ações em conjunto com a Polícia Civil para garantir a segurança da população.

 Os integrantes da quadrilha foram autuados em flagrante pelo crime de tentativa de assalto pelo delegado Jorge Silva Mota Filho, titular do 1º DP de Chapadinha. Eles permanecerão detidos no Centro de Triagem de Pedrinhas aguardando decisão judicial. Estiveram presentes ainda a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende, e o superintendente de Polícia Civil do Interior, Jair de Lima Paiva Junior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.