terça-feira, 22 de outubro de 2013

Traficante de drogas é preso em Penalva

Policiais civis lotados na 6ª Delegacia Regional prenderam, na última segunda-feira (21), Jeferson Gonçalves Pereira Silva, conhecido como “Ré”, de 18 anos, por tráfico de drogas. Ele foi detido em via pública, no bairro Centro, naquele município. Com ele foram apreendidas 10 cabeças de crack e uma pequena quantidade de maconha.

De acordo com informações da delegada Maria Eunice Ferreira Rubem, titular da 6ª Regional, Jeferson foi intimado a comparecer ao distrito policial na segunda-feira (21) para prestar depoimento sobre um homicídio ocorrido na semana passada.

Jeferson Silva não compareceu à delegacia e por isso a delegada determinou aos policiais que realizassem diligências a fim de localizá-lo. No momento da abordagem, ele portava drogas.

Os policiais o conduziram para a delegacia de Penalva, onde foi autuado em flagrante delito pela delegada Maria Eunice. Jeferson Silva vai permanecer detido naquele município à disposição da Justiça.

Segundo a delegada Maria Eunice, contra Jeferson havia ainda outros procedimentos instaurados por tentativa de homicídio e disparo de arma de fogo. Na época dos delitos, ele era adolescente.

O crime
Segundo informações policiais, o crime de tentativa de homicídio teria ocorrido no dia 11 deste mês, após uma briga de disputa pelo tráfico de drogas na região. Durante a confusão generalizada, ocorrida na frente de oficina mecânica, Jeferson teria repassado às mãos de Luís Fernando Mendonça, de 19 anos, um revólver calibre 32, para que ele disparasse contra Cleiton de Sousa Evangelista, 24 anos, conhecido como Índio, natural de Parauapebas (PA).

A polícia apurou que Índio, percebendo a intenção, teria agido de forma rápida e atingido Luís Fernando. No mesmo dia, ele e um comparsa, identificado como Cristiano Aires Campelo, 25 anos, roubaram uma motocicleta na cidade.

 Índio e Cristiano foram presos no dia 13 deste mês, no povoado Enseada Grande, zona rural de Cajari. Com eles foram apreendidas duas armas, sendo uma calibre 32 e um rifle calibre 22. A princípio, eles foram autuados em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo. 

A delegada Maria Eunice já representou pela prisão de Índio, por envolvimento no homicídio e pelo roubo. Já em desfavor de Cristiano foi solicitada a prisão apenas pelo roubo da motocicleta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.