terça-feira, 12 de novembro de 2013

"FORA ALUISIO": PMs E BOMBEIROS DEFLAGRAM MOVIMENTO PARA DERRUBAR O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA

Policiais exibiram banner com imagens dos colegas assassinados
A execução de um policial militar na noite de sábado, atribuído à gangue "Bonde dos 40", deflagrou um clima de revolta no sistema de segurança.

Hoje à noite, na praça Deodoro, um grupo de policiais e bombeiros militares fez um protesto para denunciar a falência do aparato policial no estado, com a palavra de ordem "fora Aluisio" dominando as vozes.
Policiais decidiram fazer caminhada nesta terça, a partir das 10h, da Deodoro ao Palácio dos Leões
Uma nova manifestação está convocada para esta terça-feira, 12, às 10h, em frente ao trailler da praça Deododo, de onde os militares pretendem sair em marcha até o Palácio dos Leões.

O protesto dos policiais indica o início de um movimento dentro das corporações militar e civil para derrubar o secretário de Segurança, Aluisio Mendes, alvo das principais críticas dos manifestantes.

Mendes, homem de confiança do senador José Sarney (PMDB), é acusado de intransigente e autoritário no trato com os trabalhadores da Segurança.

Um dos líderes do protesto, o cabo Campos, chegou a entoar um rap"Fora Aluisio", acompanhado pelo coro dos colegas de farda.

RACHA

Em que pese a situação de insegurança entre os militares frente ao poderio do crime organizado, as lideranças sindicais dos PMs estão divididas.

O protesto de hoje à noite reuniu um número pouco expressivo de participantes, após uma série de convocatórias sob a liderança do cabo Campos.

Campos é filiado ao PPS e foi candidato a vice-prefeito de São Luís na chapa de Eliziane Gama (PPS) em 2012. 

Outros grupos e lideranças disputam o poder nas entidades sindicais dos militares.

Eles estavam unidos até a greve de 2011, quando ocuparam a sede da Assembléia Legislativa e obtiveram apoio dos familiares e a simpatia da população.

Após a greve, o racha começou, mas o ataque dos bandidos pode levar os militares a uma nova unidade. Desta vez, contra o secretário de Segurança Aluisio Mendes.

Fonte: Blog Ed Wilson

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.