segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Muitas atrações marcaram festa do “Dia Cultural” na Praia Grande

Uma vasta programação movimentou, nesta sexta-feira (1º), o Centro Histórico de São Luís, com apresentações de manifestações da cultura popular, exposições, oficinas e muito mais. No início da noite, representando a governadora Roseana Sarney, a secretária de Estado da Cultura, Olga Simão, comandou a solenidade oficial em homenagem ao Dia Nacional e Estadual da Cultura (5 de novembro), na Praia Grande.
Ao lado dos secretários Jura Filho (Turismo), José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária), Rodrigo Comerciário (Articulação Institucional) e Claudett Ribeiro (Igualdade Racial) e dos representantes da Superintendência do Banco do Brasil, Marcelino Chaves e Luciano Nossa, além de outras autoridades e diretores de órgãos ligados à Secretaria de Estado da Cultura (Secma), Olga Simão agradeceu aos maranhenses e visitantes por estarem participando da programação alusiva à data e ressaltou a relevância que a cultura tem para o estado.
“Não poderíamos deixar de marcar esta data, que é muito importante para todos nós. Hoje, reunimos a população e convocamos todos aqueles envolvidos nos serviços oferecidos pela Secretaria de Cultura a participarem de ‘Dia Cultural’, com estandes, mostrando tudo o que fazemos durante todo o ano. Além disso, elaboramos uma programação artística com a participação de grupos e manifestações do estado, o que resultou em uma grande festa”, afirmou Olga Simão.
A secretária destacou, ainda, que a cultura, além de entretenimento e diversão, é também fonte de trabalho e renda para a população. Ela aproveitou a oportunidade para elencar alguns dos eventos realizados ao longo do ano e citou a I Mostra Estadual de Literatura, a Feira do Livro de Imperatriz e o I Festival de Música Sertaneja, também realizado em Imperatriz, além das festividades do Carnaval, São João e Divino Espírito Santo.
Olga Simão frisou que as celebrações ao Dia Nacional e Estadual da Cultura prosseguirão. “Nós continuaremos as homenagens ao longo do mês, com a realização dos diversos eventos previstos, entre eles o Fórum Nacional do Livro e Literatura “Lendo Verde” e o Encontro de Música de Câmera”, antecipou a secretária.
O secretário Jura Filho falou em nome do Turismo e destacou a relação intrínseca entre as duas secretarias. “Uma celebração como essa mostra a força e a pujança da nossa cultura, que é de suma importância para alavancar o turismo e a economia no Maranhão”, declarou.
José Antônio Heluy lembrou que o evento contou com um estande da Economia Solidária, que reuniu mulheres artesãs da Região Metropolitana de São Luís. “Elas trouxeram seus produtos também para mostrar o trabalho que fazem pela cultura do nosso estado”, frisou.
A tarde/noite de festa foi bastante movimentada na Praia Grande. A Banda de Músicos do Bom Menino das Mercês foi um show à parte. Os jovens desfilaram pelas imediações do Canto da Cultura e mostraram suas habilidades com os instrumentos.
Enquanto isso, o público conferia os serviços nos estandes dos órgãos ligados à Secretaria de Estado da Cultura, a exemplo do Teatro Arthur Azevedo, da Escola de Música do Maranhão Lilah Lisboa, do Museu Histórico e Artístico do Maranhão, entre outros.
“Considero esta ação importante porque, além de comemorarmos o Dia da Cultura, trazemos as nossas ações para o conhecimento do público que aqui veio”, disse Fernando de Carvalho, coordenador artístico da Escola de Música Lilah Lisboa.
Um dos estandes convidados foi o da Fundação da Memória Republicana Brasileira, onde estava a diretora da instituição, Anna Graziella Neiva Costa. Um dos momentos mais emocionantes da programação foi o cortejo das caixeiras do Divino Espírito Santo, que fizeram uma bela apresentação no Canto da Cultura. Logo na chegada, elas saudaram o estande do Museu Histórico de Alcântara, cidade onde acontece a Festa do Divino Espírito Santo. Quem visitava o estande, era cortejado pelos jovens Pablo Ramon Costa e Susane Rodrigues, que, paramentados com vestimentas luxuosas, representavam o imperador e a imperatriz da corte mirim.
Uma exposição de miolos de boi também foi montada no Canto da Cultura, para apresentar a tradição dos grupos de bumba meu boi do estado. A programação aconteceu também na Praça da Casa do Maranhão, onde houve apresentações de grupos de tambor de crioula, de bumba meu boi, blocos tradicionais, de dança de rua, entre outros. Ao final da roteiro, foram apresentados shows de música maranhense, choro e reggae. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.