terça-feira, 12 de novembro de 2013

Quadrilha do MA é presa em Teresina tentando aplicar golpes contra o INSS

Uma dupla se preparava para sacar o dinheiro quando foi presa pela PM.Suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina.


Do G1 PI

Nove pessoas do estado do Maranhão foram presas dentro do banco (Foto: Gil Oliveira G1)Nove pessoas do estado do Maranhão foram presas dentro do banco (Foto: Gil Oliveira G1)







A Polícia Militar de Teresina prendeu nesta terça-feira (12) nove pessoas do estado do Maranhão dentro de uma agência bancária, na Zona Leste de Teresina, suspeitas de tentar aplicar golpes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo o major John Feitosa, comandante do 5º Batalhão na capital, um idoso e uma jovem já se preparavam para sacar o dinheiro quando foram abordados e presos em flagrantes.
O grupo é formado por pessoas das cidades de Caxias, Bacabal e Peritoró. Com eles a polícia apreendeu três carros, documentos falsos e dinheiro. A suspeita é que além de golpes contra o INSS, o bando também tentava sacar dinheiro de programas do Governo Federal e fazer empréstimos bacários. “Eles retiravam dinheiro de programas federais e faziam empréstimos e benefícios em nome de pessoas já mortas ou até mesmo vivas, mas que não sabiam do golpe”, afirmou o oficial.
Major John Feitosa, comandante do 5º Batalhão na capital (Foto: Gil Oliveira/ G1)Major John Feitosa, comandante do 5º Batalhão
(Foto: Gil Oliveira/ G1)
 e pudemos confirmar que eles Ainda segundo o major, após diligências pela área do banco mais sete pessoas foram presas suspeitas de darem suporte para a dupla. “Essas pessoas estavam em carros com placas do Maranhão. Após a abordagem nós encontramos mais documentos falsosestavam dando suporte ao idoso e a mulher”, relatou John Feitosa.
Presos foram levados para a Central de Flagrantes (Foto: Gil Oliveira/ G1)Presos foram levados para a Central de Flagrantes
(Foto: Gil Oliveira/ G1)
Os presos foram encaminhados para a Central de Flagrantes onde prestarão depoimento e ficarão à disposição da justiça. “Nós iremos entrar em contato com a polícia maranhense para saber se o bando aplicou golpes no estado. Faremos um levantamento para identificar as vítimas e elucidar o caso”, disse o major. Segundo a polícia, o bando já estava sendo investigado há algum tempo. "Quando fizemos a abordagem encontramos documentos falsos, inclusive de pessoas que já haviam morrido. Os dois presos confirmaram aos policiais que se tratava de um golpe”, disse
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.