terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Dependentes químicos são encaminhados a CAPS-AD

A retirada de dependentes químicos e usuários de crack das ruas e encaminhamento para o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), pelas secretarias de Estado da Saúde (SES) e a de Segurança Pública (SSP), teve continuidade, nesta terça-feira (10), nas rotatórias da Forquilha e da Cohama, em São Luís. O objetivo é combater o consumo de drogas e a prática de delitos nesses locais.

Ao todo foram encaminhadas 15 pessoas - seis mulheres e nove homens. Todos foram levados em um microônibus para serem avaliados e depois receberem tratamento e acompanhamento psicológico.

"Acolhemos os que vêm por opção por já conhecerem como funciona o serviço”, explicou o diretor do CAPS-AD, Marcelo Soares, lembrando que o tratamento depende da vontade e decisão do próprio usuário. Ele explicou que o procedimento a ser tomado é o de receber os usuários que passam por acolhimento e aconselhamentos, avaliações psicológicas e exames clínicos quando aderem ao tratamento.

Desta vez apenas a metade dos usuários encaminhados resolveu ingressar no processo de tratamento e permanecer. Mesmo assim, com mais essa ação é possível contabilizar cerca de 200 dependentes químicos - usuários de crack - encaminhados para unidade por meio das ações conjuntas. Boa parte aderiu ao tratamento de acordo com o diretor do CAPS-AD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.