sábado, 4 de janeiro de 2014

Coronel Ivaldo diz que Polícia não recuará diante dos ataques

Em entrevista ao blog agora durante a manhã, o comandante de Policiamento Especializado (CPE), coronel Ivaldo Barbosa, disse que serão intensificadas operações nas ruas de São Luís e que as ações da Polícia Militar, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, serão “arrochadas”.
“Não vamos recuar um milímetro. Não vamos deixar eles respirar, não podemos deixar esses bandidinhos pé de chinelo atormentar a população. Contamos com o apoio povo do Maranhão, e esperamos o apoio do governo para dar um basta nisso”, afirmou o coronel Ivaldo Barbosa.
O comandante do CPE informou ao blog que está agendada para este sábado, às 11h, uma reunião com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Zanoni Porto, a delegada-geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Rezende, e o secretário de estado de Segurança, Aluísio Mendes, na sede da secretaria, em São Luís.
Na noite de ontem (3), quatro ônibus foram incendiados – no João Paulo (próximo ao Colégio Batista), na Vila Sarney Filho (São José de Ribamar), na Ilhinha (Avenida Ferreira Gullar) e Jardim América -, alvos de ações de facções criminosas. Os bandidos também metralharam a 9ª Delegacia de Polícia, localizada no bairro do São Francisco. No Tibiri, mataram a tiros o sargento reformado da Polícia Militar do Maranhão, Antônio César Serejo.
Ainda de acordo com o coronel Ivaldo, as atitudes criminosas são uma represália ao trabalho de moralização dos presídios com a ocupação da Polícia Militar ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas. “Nós cortamos as regalias deles. Quase 500 armas brancas foram apreendidas, foram encontrados drogas, 42 celulares e carregadores, anotações e mais durante vistoria que fizemos nas unidades prisionais. A operação vai ser constante e não vamos recuar”, garantiu ele.
Vítimas
Uma criança de seis anos, que segundo os médicos teve 90% do corpo queimado em um ataque na Vila Sarney Filho (sem queimadura de 3º grau, está na UTI do Socorrão 2 entubada e pode ficar cega), sua mãe (50% da área corpórea queimado) e sua irmã, de um ano e poucos meses (teve queimaduras em 36% do corpo, sem sequelas e quadro estável) e um idoso estão entre as vítimas de queimaduras causadas durante os ataques a ônibus ocorridos na noite de sexta-feira.
Ônibus serão recolhidos a partir das 18h
Em reunião realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (Sttrema) neste sábado (4), a diretoria decidiu que os ônibus não vão circular após às 18h, em São Luís, no sábado (4) e domingo (5). Na segunda-feira (6), o transporte coletivo circula apenas até às 19h, informa o portal G1/MA.
Do Blog do John Cutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.