quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

4º BPM prende estelionatário e traficantes de drogas em São Raimundo das Mangabeiras

Militares do 4º BPM deflagraram duas ações que resultaram na prisão de cinco pessoas na cidade de São Raimundo das Mangabeiras, quatro delas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas. A outra prisão foi de um homem que aplicava golpes em pessoas doentes com a desculpa de trazer a cura para a enfermidade das vítimas e em troca recebia dinheiro pelos supostos serviços prestados.

O suposto curandeiro foi identificado como Francisco Silva Lima, 54 anos, natural de Tuntum. Ele foi detido na terça-feira (25). O golpista estava a três meses no povoado Vale Verde, distante 15 km da sede de São Raimundo das Mangabeiras. Ele ficava hospedado nas residências das vítimas, como parte do pagamento dos serviços feitos por ele.

Três vítimas já compareçam a delegacia. Uma delas chegou a pagar R$ 3 mil em espécie e dar um terreno no valor de R$ 4 mil para que o curandeiro o sarasse e libertasse a sua residência que ele acreditava está amaldiçoada.

Uma segunda vítima pagou mil real para que tivesse sua filha curada de uma doença mental. Ao longo das investigações, a polícia acredita que outras vítimas devam procurar o distrito policial.

O golpista foi denunciado pelo filho de uma das vítimas, que registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade. Diante da denúncia, os policiais militares foram a casa onde Francisco Silva da Lima estava hospedado.

Durante a revista, os policiais apreenderam seis munições calibre 32 intactas; a quantia de R$ 5.200 e 16 réplicas de R$ 50. O golpista foi encaminhado à delegacia e autuado em flagrante delito pelo crime de porte ilegal de munição.

Os procedimentos policiais foram lavrados pelo delegado Alcides Martins Nunes Neto, titular do 2º DP de Balsas. Francisco Silva da Lima vai ser indiciado pelo crime de estelionato.  O golpista está custodiado na 11ª Delegacia Regional à disposição da justiça.

Tráfico de drogas
Em outra ação, os militares deram cumprimento a dois mandados de Busca e Apreensão. As ordens judiciais foram expedidas, na semana passada, pelo juiz José Augusto da Costa Leite, da Comarca de São Raimundo das Mangabeiras. Os mandados foram expedidos mediante representação feita pela Polícia Civil.

Foram presos João Paz Sousa Filho, conhecido como nego, 27 anos, e a esposa dele, Raiane da Silva Pereira, 25. Os dois foram presos na Rua da Saúde, Bairro Vila Cardoso, naquele município.

Com o casal os policiais aprenderam 17 cabeças de crack; duas munições calibre 22; dois aparelhos celulares; uma máquina de cortar cabelo e a quantia de R$ 90. Os dois foram conduzidos à delegacia da cidade e foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico. Eles já têm passagens pela polícia pelos mesmos crimes.

Dando continuidade aos cumprimentos das ordens judiciais, as equipes policiais se deslocaram até a residência do casal Francisco Tiago da Silva, 25 anos, e Tainara Arrais da Silva, 18 anos.

Segundo a polícia, Francisco Tiago estava em liberdade condicional pelo crime de tráfico em Imperatriz e já havia sido preso em Davinópolis pela mesma prática criminosa.

Na residência localizada na Rua José de Alencar, Bairro São José, os policiais apreenderam 10 pedras de crack, dois celulares, um tablet e 19 lanternas. Eles foram conduzidos à delegacia do município e autuados em flagrante delito pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

De acordo com informações policiais, os dois casais de traficantes são rivais e disputavam o comércio de entorpecentes na cidade de São Raimundo das Mangabeiras. Eles compravam a droga na cidade de Imperatriz, onde iam com frequência.

Os flagrantes foram lavrados pelo delegado da 11ª Regional, Eduardo Galvão. João Paz Sousa Filho, Raiane da Silva Pereira Francisco Tiago da Silva, Tainara Arrais da Silva estão custodiados na delegacia regional de Balsas à disposição da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.