segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Polícia Civil prende envolvido em assalto ao Banco do Bradesco do Maiobão

Investigadores do Departamento de Combate a Roubos a Instituições Financeiras (Dcrif), da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) efetuaram a prisão de Vanderluz Gomes da Silva, 33 anos, conhecido como “Martelo”, natural de Aruanã (GO). Ele é apontado como um dos envolvidos no assalto ao Banco do Bradesco do Maiobão, ocorrido na quarta-feira (19).

Ele foi detido no fim de semana, em um galpão abandonado, localizado na Avenida José Ribamar Oliveira, no Bairro da Janaina. No local, os policiais apreenderam o revólver calibre 38, roubado do vigilante da agência do Bradesco, além da quantia aproximada de R$ 40 mil. Duas adolescentes, uma de 14 e outra de 16 anos, também estavam no local.

De acordo com informações repassadas pelo delegado Luís Jorge Matos, as duas meninas chegaram até o local na tarde da sexta (21). Elas vieram do Estado do Tocantins. As duas foram entregues ao Conselho Tutelar.

Vanderluz chegou a São Luís no dia 14 de fevereiro e ficou abrigado no galpão abandonado, onde foi preso. Ele e um comparsa roubaram cerca de R$ 200 mil da agência do Bradesco. Os dois utilizaram uma motocicleta Titan de cor vermelha.

Depois de roubarem o banco, segundo Vanderluz, o comparsa, que ainda está foragido, teria lhe deixado no galpão e lhe entregue uma parte da quantia que havia sido roubada. Ele disse à polícia que não soube precisar o valor que recebeu, mas que já tinha feito quatro depósitos para familiares.

Vanderluz e o comparsa teriam se conhecido em 2009, quando os dois estavam custodiados na cidade de Palmas, pelo crime de roubo. Vanderluz foi conduzido à Seic, onde foi autuado em flagrante delito pelos crimes de Roubo Majorado e Corrupção de Menor. O procedimento foi lavrado pelo delegado Luís Jorge Matos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.