sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Univima vai oferecer cursos na Penitenciária de Pedrinhas

Uma comitiva formada por membros da Universidade Virtual do Maranhão (Univima) e Secretária de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), visitou, nesta quinta-feira (6), o Complexo de Pedrinhas, em São Luís. O objetivo foi conhecer as instalações, nas unidades prisionais, onde serão oferecidos cursos de curta duração e pré-vestibular do Programa Maranhão Profissional/Univima.

Na comitiva, os gestores da Univima Marize Carvalho (vice-reitora), Sônia Maciel (pró-reitora de Pesquisa, Extensão e Inovação Tecnológica), José de Ribamar Araújo (pró-reitor de Ensino), além do secretário-adjunto de Justiça da Sejap, Kécio Rabelo.

Entre os cursos que serão oferecidos, auxiliar administrativo, auxiliar de vendas e marketing, panificação e o pré-vestibular.  As aulas, que começam em abril, serão nos três turnos. A estimativa é atender 900 detentos e detentas. "O papel da Univima é o desenvolvimento intelectual, com foco no mercado de trabalho”, destacou a vice-reitora Marize Carvalho.

O presídio feminino foi um dos espaços visitados pela comitiva. O local abriga 130 apenadas. Segundo, a diretora do presídio, Verônica Florcely Ramalho, a capacitação vai garantir ocupação às apenadas e possibilitar que elas se profissionalizem.

Outras cinco unidades prisionais serão pólos dos cursos: Presídio São Luis I, Centro de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas, Centro de Detenção Provisória, Casa de Detenção, além do Centro de Custódia de Presos de Justiça, localizado no bairro do Anil.

"No planejamento de 2014 foi incluído a parceria com a Univima que é de extrema importância, pois é educação com formação profissional. Com os cursos, o Estado está trabalhando para diminuir o índice de reincidência criminal", frisou o secretário-adjunto de Justiça, Kécio Rabelo.

O pró-reitor de ensino, José de Ribamar Araújo, explicou que o processo seletivo não será rigoroso. "Vamos aproveitar para fazer uma seleção de apenados que tenham perfil para serem tutores e atuarem em duas frentes: a educação dos que estarão sendo capacitados e a geração de renda para os demais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.