terça-feira, 25 de março de 2014

Polícia elucida homicídio de segurança de reggae no Beira Rio e prende principal suspeito

Foi preso nesta terça-feira (25), o principal suspeito de ser o autor do homicídio que vitimou o segurança da radiola Itamaraty, Luís Ribamar Cardoso Serrão, conhecido como “Xico Negão”, crime ocorrido no dia 23 de fevereiro deste ano, por volta das 23h, no Clube Beira Rio. Jailbson Miler de Oliveira, 24 anos, o “Jail” foi detido ao comparecer para prestar depoimento na Delegacia de Homicídio. As investigações apontaram que foi ele o autor do disparo que vitimou o segurança. Jail é ex-presidiário e havia sido posto em liberdade dez dias antes de cometer o crime.

Segundo informações policiais, a vítima foi atingida com um tiro na cabeça e levada ao Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O delegado Jeffrey Furtado, titular da Delegacia de Homicídios informou que a prisão se deu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Ele contou que a vítima, no dia do crime, havia flagrado “Jail” usando entorpecentes no interior do clube, em companhia de outros viciados e os teria retirado de dentro do estabelecimento.  A polícia ainda investiga se “Jail” é integrante de uma facção criminosa que agia na capital.

O delegado lembrou que, segundo as informações de frequentadores do local, Jail teria retornado ao interior do clube com os comparsas e disparado contra o segurança. “Estamos checando também outras informações para que sejam anexadas ainda ao inquérito”, disse o delegado Jefrey Furtado. Após ser autuado ele foi encaminhado a Pedrinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.