quarta-feira, 12 de março de 2014

Preso traficante que agia no Bairro de Fátima

Dando cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Gilberto de Moura Lima, titular da 2ª do Tribunal do Júri da Comarca de São Luís, os investigadores da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), efetuaram, na manhã desta quarta-feira (12), por volta das 8h, a prisão de Márcio de Jesus Mendes, 35 anos, conhecido como “Marcio Patrão”. Ele é acusado de envolvimento com o tráfico de drogas no bairro de Fátima.
O delegado Augusto Barros, superintendente da Seic, informou que Marcio Patrão cumpria prisão domiciliar desde janeiro. A sentença foi determinada após ele ser preso no bairro de Fátima, durante abordagem policial, dia 23 de janeiro.
Naquele dia, durante revista policial no veículo Toyota Hilux, de cor preta, os ocupantes do carro em que Marcio Patrão estava dispararam contra as equipes da Polícia Civil. Na ação, Liliane Silva Villas Boas, 26 anos, mulher de Marcio Patrão foi atingida e morreu no hospital. No veículo estava ainda Ernildo Soares da Silva, 25.
O delegado Augusto Barros foi enfático ao confirmar que durante a sua prisão em janeiro, Marcio Patrão portava uma pistola ponto 40, municiada, dentro do veículo conduzido por ele.
O delegado ressaltou, ainda, que a Seic identificou e prendeu parte da quadrilha integrada pelo suspeito. O titular da Seic fazia referência às prisões de Jairo Abel Gonzales, preso no dia 5 de fevereiro, também em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Justiça do Rio Grande do Norte; de Ednaldo Martins Mota, conhecido como “Zé das Medalhas”, natural de Anajatuba, preso no dia 6 de fevereiro deste ano. Contra ele existia um mandado de prisão expedido pelo Estado do Pará, no qual ele era apontado como autor de um homicídio.
Além deles, segundo a polícia, faz parte ainda do grupo de Marcio Patrão, Ernildo Soares da Silva, este também está preso. Ele foi capturado na última terça-feira (11) por equipes da Polícia Interestadual (Polinter).
"Ainda existem outros envolvidos nesta quadrilha que estão sendo investigados. Já sabemos que a droga que era espalhada pela quadrilha é oriunda da Bolívia e faz conexão no Amazonas e chega aqui no nosso estado. Com essas informações vamos continuar trabalhando para prender todos os envolvidos", explicou o delegado Augusto Barros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.