segunda-feira, 21 de abril de 2014

Em Pedrinhas, celular é escondido em saco de farinha

 
Jeysyca foi flagrada com celular escondido em saco de farinha
Jeysyca Luiza Costa da Anunciação
 
 
 

Jeysyca Luiza Costa da Anunciação, de 18 anos, foi presa ontem quando tentava entrar na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas com um telefone celular escondido dentro de um saco de farinha. Ela foi flagrada durante a revista, que se estende aos alimentos levados por familiares aos detentos do complexo prisional.
 
A jovem foi abordada por um monitor, que encontrou o aparelho e imediatamente acionou o Batalhão de Choque de Polícia Militar. Jeysyca recebeu voz de prisão e foi conduzida ao Plantão Central da Vila Embratel.
 
Mais rigorosa desde que o Choque e a Força Nacional passaram a atuar no Complexo de Pedrinhas, a revista já interceptou drogas, celulares e até armas que chegariam aos presos durante a visita. O procedimento se estende às celas e transcorre sempre em clima tenso, já que os detentos ficam revoltados com o pente-fino feito nas celas.
 
 Apesar da rigidez, revólveres, pistolas, celulares e diferentes tipos de entorpecentes continuam entrando nas unidades prisionais de Pedrinhas ou ainda não foram localizados pelos policiais. Por isso, não dá nem para pensar em afrouxar as normas, como defendem os presos, familiares e alguns representantes dos direitos humanos.
 
Fonte/Daniel Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.