sexta-feira, 4 de abril de 2014

Gestora do Itaqui encerra sua participação na intermodal

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) encerrou sua participação na 20ª edição da Intermodal South América, maior evento de Transporte e Logística da América Latina e segundo maior do mundo. As oportunidades de negócios levadas pela equipe da Emap foram apresentadas aos visitantes do estande do Itaqui. O objetivo agora é transformar as intenções das reuniões em resultados concretos e satisfatórios. Para esse ano, a meta da empresa gestora do porto maranhense é movimentar 17 milhões de toneladas. 
Apostando em uma gestão focada em resultados, a Emap prioriza o desenvolvimento de pessoas e a capacidade de execução dos profissionais, que minimizam os impactos de um porto em expansão. “Alcançamos bons resultados, mas ainda temos um caminho a trilhar e estamos na direção certa”, afirmou Luiz Carlos Fossati.
 Entre os resultados a comemorar e de grande atrativo comercial, a redução de 59% no tempo médio de espera dos navios para graneis sólidos. Para se ter uma ideia, em 2013, os armadores contabilizaram 83,3 mil horas de espera para atracar nos portos nacionais, alta de 28,3% sobre 2010, data da última pesquisa do Centro Nacional de Navegação (Centronave). No Porto do Itaqui, desde 2010 o tempo de espera das embarcações vem reduzindo até cair de cinco dias (em 2010) para dois dias (em 2013). Em proporção contrária, a produtividade nos berços multiusos para graneis sólidos aumentou 47%.
Na vitrine da maior feira do setor que conta com a participação de clientes atuais, parceiros e fornecedores de serviços de grande relevância, a Emap consolida a expansão dos negócios. Foi assim com algumas operadoras de contêineres que atuam no Itaqui. As primeiras conversas iniciaram no estande da Feira em 2012 sobre linha regular para o porto maranhense. Hoje são três as linhas regulares: Aliança, CMA CGM e Log-In, que ligam o porto maranhense a mercados mundiais e nacionais. Os resultados são perceptíveis na área primária do Itaqui, onde as unidades são descarregadas dos navios. Somente nos dois primeiros meses desse ano, o volume de movimentação de contêineres aumentou em 64% quando comparado aos meses de janeiro e fevereiro de 2013. Anualmente no porto passam cerca de 10 mil Teus. A meta para 2014 é aumentar para 20 mil Teus.
Em meio aos desafios do setor portuário, o Itaqui se destaca como uma solução logística. A proximidade dos grandes mercados consumidores, a exemplo de China (via Canal do Panamá), Estados Unidos e Europa, a utilização de hidrovia e ferrovias de integração, a oferta de berços multiusos, com flexibilidade de variedade de cargas e pessoal qualificado atraem novos clientes. Três novos produtos passaram a incrementar o portfólio de cargas do Itaqui neste ano: coque, soda cáustica e celulose. Outro grande projeto, que está previsto para iniciar suas operações no segundo semestre, é o Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram). A estrutura aumentará consideravelmente o volume de grãos movimentados, que deverá chegar a 7,5 milhões de toneladas/ano até 2017.

BOX
* Aumento de 52% nas receitas da Emap nos últimos três anos
* Aumento em 76% de investimentos próprios na infraestrutura portuária
*Aumento de 30% no número de berços e de 100% de berços automatizados
*15,7 milhões de toneladas movimentadas registrando recorde histórico em 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.