sexta-feira, 25 de abril de 2014

Juiz manda tirar propaganda eleitoreira de Roseana Sarney

Por terem sido identificadas como de forte conteúdo  eleitoreiro, a Justiça acaba de proibir as peças de propaganda do Governo Roseana Sarney  de ser veiculadas  nas emissoras de  rádio e TV maranhenses. A decisão está em liminar concedida pela  Vara a Fazenda Pública: o juiz Carlos Henrique Veloso considerou as propagandas do governo Roseana Sarney abusivas e expediu o mandado.
A ação foi movida pelos deputados Domingos Dutra (SDD) e Rubens Pereira Jr (PCdoB).  O juiz definiu a propaganda do Governo Roseana como estando repletas de “proselitismo político”
Na liminar, o magistrado demonstrou que ultrapassa qualquer limite da impessoalidade nas ações do Governo do Estado o uso de termos como “continue com a gente”. Fica claro nas propagandas pagas pelo Governo do Estado o uso eleitoreiro do dinheiro público. As propagandas têm claro apelo aos maranhenses para que não fujam do Grupo Sarney

Juiz identificou forte conteúdo eleitoreiro nas peças de propaganda do governo de Roseana Sarney
Os deputados responsáveis pela ação popular ainda questionaram a contratação da TV Mirante, alegando que a Governadora contrata sua própria empresa. Ou seja, paga de um lado do balcão e recebe do outro lado, usando o dinheiro do estado para lucros pessoais. A questão, no entanto, ainda será analisada em um processo mais longo.
A partir da decisão de ontem, Roseana Sarney e Carla Georgina (secretária de Comunicação) terão que ralar muito para tirar as marcas eleitoreiras das propagandas do governo. Expressões como “continue com a gente”, “há quatro anos atrás” e “novo Maranhão”, com clara intenção de promoção política do grupo Sarney, não poderão mais ser usadas pelas propagandas do Governo.
Fica a dica: propaganda política, Roseana, deve ser feita somente nos programas partidários. Estado não é partido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.