sábado, 26 de abril de 2014

População maranhense participa do “Dia D” da Campanha de Vacinação contra a Gripe

O “Dia D” da Campanha Nacional contra a Gripe realizada, neste sábado (26), em todo o país, reuniu muitas pessoas no Centro de Especialidades Médicas do Vinhais. O secretário adjunto de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Alberto Carneiro, que esteve acompanhando a mobilização, conclamou o grupo prioritário no estado para não deixar para vacinar nos últimos dias da campanha. “É necessário para evitarmos aglomerações e para mantermos os índices de maiores coberturas”, justificou.  

Alberto Carneiro disse que em 2011, o Maranhão apresentou a maior cobertura vacinal do país. “Nos dois anos seguintes tivemos a maior cobertura da Região Nordeste e precisamos contar com a colaboração dos pais, responsáveis e da população prioritária para que possamos manter nossas metas, que é imunizar 80% de cada grupo prioritário, com exceção dos doentes crônicos do nosso público-alvo”.  A vacinação está acontecendo em unidades de saúde em todo o Maranhão.

Este ano, mais de 1 milhão e 500 mil pessoas integram o grupo prioritário no estado. Durante a campanha, que se estende até o dia 9 de maio, serão vacinadas crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.

A coordenadora de Imunização da SES, Maria Helena Almeida, que esteve acompanhando a mobilização no Vinhais, explicou que a vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A campanha de vacinação é realizada neste período porque a criação de anticorpos ocorre entre duas e três semanas após a aplicação da dose e o período de maior circulação da gripe é de final de maio a agosto.  As pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados, sem a necessidade de prescrição médica.

Imunizados
O casal João Batista Dias, 70 anos, e Rosa Maria Gomes Dias, 65 anos, moradores do Parque Atenas, foi um dos primeiros a buscar a imunização neste Dia D de mobilização. “Depois que começamos a tomar a vacina, as nossas gripes duram apenas um dia e sempre são fracas”, disse. O aposentado Eugênio Ferreira, 68 anos, morador do Vinhais, também foi cedo ao posto de vacinação. “É importante para prevenir gripes fortes”, completou.


Os pais do pequeno Enzo Jorge Silva de Azevedo, 4 anos, também compareceram ao posto de imunização. “Sabemos que é importante vacinar para prevenir doenças infecto-contagiosas e sempre estamos atentos aos períodos de vacinação”, explicou o pai Jorge Henrique Gomes de Azevedo, morador do Cohafuma.  O pequeno Lucas Sousa Noronha, 3 anos, também foi levado pelos pais. “Temos sempre que prevenir nossos filhos das doenças”, justificou a mãe Keycilene da Silva Sousa Noronha, moradora do Alto do Calhau.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.