sexta-feira, 25 de abril de 2014

VIOLÊNCIA PAGA AMEAÇA CAMPANHA ELEITORAL DO MARANHÃO. CHAMEM A POLÍCIA ANTES QUE SEJA TARDE.

JM Cunha Santos 

Cada “militante” presente ao lançamento da candidatura de Edinho Lobão recebeu 70 reais, conforme informações colhidas por este jornalista. Junto com o dinheiro, a missão de gritar palavras de ordem insultuosas, palavrões impublicáveis e agressões morais contra o candidato e a família do candidato Flávio Dino, comportamento amplamente divulgado pela imprensa.

O fato é preocupante, pois prenuncia que, mais uma vez, a violência paga pode ser trazida para dentro da campanha eleitoral. A violência verbal já custou muito dinheiro, a julgar pelo número e furor dos agressores que não respeitaram nem a presença da governadora do Maranhão, Roseana Sarney; nem o fato de que a manifestação acontecia na sede do Poder Legislativo. Vamos esperar que não seja dinheiro público.

Não podemos esquecer o triste episódio de que foram vítimas o falecido governador Jackson Lago e seus convidados durante o lançamento do livro “Honoráveis Bandidos”, no Sindicato dos Bancários do Maranhão. Candidato, Jackson Lago e seus convivas foram insultados, agredidos e até apedrejados por membros de uma facção estudantil paga a peso de ouro, liderada por “estudantes” que ocupavam altos cargos em secretarias do governo do Maranhão.

A reação dos oposicionistas não pode se limitar a ignorar ou fazer pouco caso das agressões. Se ainda estamos na pré-campanha e o nível de violência verbal chega a este ponto, ninguém pode prever o que farão no calor da campanha eleitoral. Denunciem, recorram às autoridades, chamem a polícia antes que seja tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.