terça-feira, 13 de maio de 2014

Polícia elucida latrocínio de taxista na Vila Sarney

O Serviço de Inteligência da Polícia Militar apreendeu quatro, dos cinco adolescentes, envolvidos no latrocínio (roubou seguido de morte) que vitimou o taxista Lindomar França de Moraes, de 38 anos, crime ocorrido, na tarde da última segunda-feira (12), na Vila Sarney Filho, município de São José de Ribamar.  Dos apreendidos, três eram meninas e um menino, ele que é apontado como autor do disparo que vitimou Lindomar.
O delegado Wang Chao Jen, titular da delegacia do Maiobão, disse que o ato infracional já estava planejado e que as três meninas atraíram o taxista para a cena do crime. Segundo as investigações, as meninas teriam contratado outro táxi na Beira-Mar, porém o motorista teria desconfiado do comportamento das passageiras e decidiu por não continuar a viagem e deixou as adolescentes no Planalto Pingão. Nesse momento, segundo lembrou o delegado Wang, elas solicitaram uma corrida de táxi na região da Forquilha com a desculpa de que desejariam se dirigir à Rua 12, da Vila Sarney.

Ao chegar ao suposto destino, de acordo com a polícia, os outros dois adolescentes que já aguardavam as meninas anunciaram o assalto. Na ação, a vítima foi atingida com um tiro no pescoço. O delegado informou que os adolescentes ainda tentaram levar o veículo da vítima, um Corsa Classic de cor branca, com placas NMS 2306, mas o abandonaram na Rua 13 e empreenderam fuga.  O dinheiro da vítima também foi subtraído.

Por volta das 4:30h desta terça-feira (13), os policiais conseguiram apreender os envolvidos na Vila Nazaré. As meninas estavam em suas residências e o menino em uma casa abandonada. O outro adolescente envolvido ainda não foi localizado.

Equipes do Serviço de Inteligência, do 13º BPM e da Polícia Civil estão em diligências a fim de localizar o quinto envolvido e ainda apreender a arma utilizada no crime. O adolescente disse, em depoimento, que a arma foi cedida por um elemento identificado apenas como “traiotra”, que seria morador da Aurora.

Os quatro foram encaminhados à Delegacia do Maiobão. Contra eles foram lavrados autos de apreensão em flagrante e em seguida foram entregues ao Ministério Público. O veículo da vítima já foi entregue à família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.