sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Operações Lei Seca reduzem em 25% o pagamento de indenizações por acidente com morte e invalidez no Maranhão


As fiscalizações da Lei Seca realizadas pelo governo do Estado em 2015 contribuíram para reduzir em 25% o índice de indenizações pagas por morte e invalidez permanente no Maranhão. Os dados constam do levantamento realizado esta semana pela seguradora responsável pelo pagamento das indenizações do seguro Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT).

Segundo o levantamento, em 2014, foram pagas no Maranhão 2.149 indenizações por mortes no trânsito. Já em 2015, o número de indenizações do DPVAT caiu para 1.624, aproximadamente 25% menor que a registrada no ano anterior. No Nordeste, a queda registrada foi de 17%, enquanto em termos nacionais, o percentual de indenizações pagas diminuiu 19%.

Para o diretor-geral do Detran-MA, Antonio Nunes, essa redução reafirma a eficácia das estratégias adotadas pelo Governo no Estado para proteger o cidadão. “Estamos salvando vidas, esse é o nosso papel”, destacou.

Entre os estados do Nordeste, o Maranhão foi o segundo estado com maior redução no número de indenizações pagas do DPVAT em 2015, atrás apenas de Sergipe. No Brasil, o Estado aparece em quarto lugar no ranking nacional de pagamento de indenizações por mortes no trânsito, atrás do Acre, Amapá e Sergipe.

O boletim estatístico de 2015 da seguradora responsável pelo pagamento das indenizações indica, também, uma redução no número de indenizações pagas por invalidez permanente, provocada por acidentes de trânsito. O Maranhão está entre os sete únicos estados brasileiros que alcançaram a redução de mais de 24%. Em 2014 foram pagas no Estado 25.295 indenizações por invalidez permanente, já em 2015 o número caiu para 19.165 indenizações.

Reflexo da Lei Seca

A partir de 2015, dentro da política de segurança do Governo do Estado, a intensificação da Lei Seca foi prioridade para a redução do número de acidentes no Maranhão.

Ano passado o Detran, em parceria com a Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual e Departamentos Municipais de Trânsito, realizou 120 operações da Lei Seca em 39 municípios maranhenses, sendo 44 delas na capital. Ao longo do ano aconteceram 25.730 abordagens e lavrados 1.063 autos de infração relacionados à condução de veículos após o consumo de bebidas alcoólicas.  Entre os meses de janeiro e fevereiro de 2016, o Departamento já realizou 34 Operações Lei Seca em 18 municípios maranhenses.


De acordo com o diretor-presidente da Seguradora Líder- DPVAT, Ricardo Xavier, a queda é um reflexo de uma fiscalização mais efetiva sobre a conduta dos motoristas, principalmente nos fins de semana. “Os efeitos da Lei Seca e a conscientização sobre o uso de equipamentos de segurança no trânsito já começam a fazer efeito”, afirma o presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.