quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Centro Tático Aéreo realiza palestra sobre segurança de voo


O Centro Tático Aéreo, órgão da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) realizou na tarde da ultima terça-feira (20), uma palestra sobre segurança de voo, que foi ministrada por membros do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA I), da Força Aérea Brasileira (FAB).

O evento aconteceu no auditório da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), no Calhau, e contou com participação do tenente coronel Nilson Marques, que representou o diretor do Centro Tático Aéreo, coronel Ismael Fonseca; do major Fernando Curvo, comandante do Destacamento do Controle do Espaço Aéreo de São Luís; de pilotos, operadores, controladores de voo e mecânicos do CTA, além de 15 alunos do X Curso de Operações Aéreas (COA) e convidados.

Segundo o sargento Alberto de Araújo, Chefe de Segurança Operacional do CTA, o objetivo do evento é oportunizar palestras aos integrantes do Centro, para a promoção da consciência de segurança operacional, seguindo orientações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


Durante a solenidade os membros do SERIPA I, capitão Pedro Vidigal, o suboficial Miguel Rodrigues e o sargento Marcelo da Costa palestraram sobre temas que envolvem segurança operacional e prevenção de acidentes aéreos. Os palestrantes tiraram dúvidas e apresentaram vídeos que abordavam os assuntos discutidos.


Para o tenente coronel Nilson Marques esse evento oportuniza aos participantes uma grande troca de conhecimento no segmento de segurança de voo. “Estamos sempre nos requalificando para poder prestar o melhor serviço em prol da segurança pública, para tanto, precisamos nos aperfeiçoar principalmente nos cuidados e prevenções de acidentes durante as operações aéreas”, disse o oficial do CTA.

Mais sobre o CTA

O Centro Tático Aéreo consiste em um grupamento de elite do Maranhão que combate a ação de criminosos de alta periculosidade em diversas missões em todo o estado, dando suporte aos sistemas de segurança de várias Unidades da Federação. Mesmo com suas atribuições expandidas não deixou a própria segurança de lado, fato este comprovado por suas 20.000 horas voadas sem quaisquer acidentes, tornando-o também um dos principais elos do sistema de segurança de voo em sua região.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.