terça-feira, 20 de setembro de 2016

Polícia Civil faz balanço de estratégias desempenhadas semanalmente


O desempenho da Polícia Civil do Maranhão tem destaque motivacional entre as forças de segurança do estado. Estudar os desempenhos adquiridos entre as superintendências do estado e quantificar os melhores resultados de modo a requerer a máxima excelência dos serviços prestados, é o que o Delegado Geral de Polícia Civil, Lawrence Melo vem estreitando em reuniões realizadas toda segunda-feira de forma semanal. Avanços proporcionais a classe para melhor clareza e presteza a população ludovicence.

O Centro Integrado de Polícia e Segurança (CIOPS) e o Centro de Inteligência da Polícia Civil, além da delegada adjunta de Polícia Civil, Adriana Amarante também foram chamados a compor a mesa de reuniões, afim de colocar em pastas todos os pontos positivos e negativos desencadeados ao longo da semana passada, de modo, a corrigir os erros e aprimorar estratégicas ainda mais enérgicas, elevando a segurança do Maranhão.

Lawrence Melo explanou medidas significativas a instituição, “Faremos esse balanço semanal e permanente das ações desenvolvidas semanalmente e das demais a serem operacionalizadas na semana subsequente. Nessa reunião planejamos operações, se reorganiza a polícia civil como um todo, esquadrinha situações de cada superintendente com seus subordinados para fazerem ajustes necessários, alinhando o sistema de segurança”, afirmou.

A instituição conta com sete superintendências de modo a intensificar o combate à criminalidade no estado, sendo elas:
1-   Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), comandado pelo delegado Armando Pacheco, responsável em desempenhar ações policiais em São Luís focando no combate a roubo de residências, veículos, transportes públicos e de forma geral.

2-   Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), comandada pelo delegado Dircival Gonçalves, responsável por todas as delegacias do interior, visa combater ações criminosas, assaltos e arrombamentos a caixas eletrônicos no interior, além de homicídios.

3-  Superintendência de Polícia Técnico Cientifica (SPTC), comandada pelo Perito Criminal, Miguel Alves, formada por médicos legistas, peritos criminais, farmacêuticos legistas, toxicologistas, odontologistas, auxiliares de perícia médico-legal e peritos criminalistas auxiliares, prontos para atender a população maranhense.

4-  Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), comandada pelo delegado Leonardo Diniz, responsável por investigar crimes praticados na região metropolitana, acompanhando casos oriundos do interior do estado e apura ocorrências de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

5-  Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC), comandada pelo delegado Tiago Bardal, responsável por combater roubo a cargas, agiotagem e fraudes, dentre outros mais crimes.
6- Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR), comandada pelo delegado Roberto Fortes, responsável por investigações dos crimes de agiotagem, lavagem de dinheiro e fraude em licitações. Combate direto no desvio de erário, trabalha em parceria com o Grupo de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público Estadual.

7-   Superintendência de Investigações ao Narcotráfico (SENARC), comandada pelo delegado Carlos Alessandro, responsável por combater com repressão qualificada o tráfico de drogas no estado, desarticulando quadrilhas de traficantes.
Profissionais disciplinados, dedicados, responsáveis que honram a profissão, sua instituição com orgulho, coragem e determinação cumprindo dia a dia a missão que lhes é atribuída.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.