terça-feira, 1 de novembro de 2016

Secretaria de Segurança recebe a visita da Cruz vermelha por ajudas humanitárias

Foto: Nilson Figueiredo

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) recebeu, na tarde da ultima quarta-feira (27), por volta das 10hs da manhã, o diretor regional da Cruz Vermelha e interventor da Cruz Vermelha no Maranhão, Carlos Alberto Rangel. A visita de cortesia e de agradecimento foi por conta da parceria formada com a secretaria que resultou em viagem ao município de Caxias, com a destinação de donativos realizada pela Cruz Vermelha.

A Cruz Vermelha entregou mais de 05 toneladas de doações destinadas às vítimas de um incêndio causado pela estiagem e que atingiu vários povoados de Caxias Pessoas perderam plantações e perspectivas de subsistência, perderam suas casas e estavam passando necessidades, supridas, em parte, por esta assistência social proporcionada pela Cruz Vermelha. 

O Secretário adjunto da SSP Saulo de Tarso Ewerton disse: “Quero agradecer, sobretudo, pela ajuda que nós nos propusemos na perspectiva de oferecer o transporte para os 150 voluntários da Cruz Vermelha que participaram da ação de socorro às vítimas. Alguns se deslocaram para realizar a distribuição desses donativos, saindo de São Luís para Caxias também para empreender ações sociais no município, sobretudo nas áreas de saúde”, ponderou.

O secretário adjunto da SSP, Saulo de Tarso Ewerton disse ainda, que “O diretor e o interventor Carlos Rangel retornou para agradecer esta ajuda da SSP. Quero ressaltar ainda que a força do Corpo de Bombeiros daquela região, os recepcionaram no sentido de fortalecer esta parceria.  A SSP está de portas abertas para a Cruz Vermelha e outras instituições, para que ações como estas se tornem permanentes”, finalizou.

Visita ao Centro Integrado de Segurança

Na oportunidade, o secretário adjunto acompanhou o diretor regional da Cruz Vermelha e interventor da Cruz vermelha no Maranhão, Carlos Rangel ao Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS). Foram mostrados o centro de atendimento onde são recebidos os chamados de ocorrências, o setor do vídeo monitoramento, onde são captadas as imagens da capital e o setor de despachos das ocorrências, onde trabalham, integrados, os policiais militares, civis e do Corpo de Bombeiros.

O diretor e o interventor Carlos Rangel declarou que “ Não tinha ideia da estrutura planejada na defesa da sociedade de São Luís. A população de São Luís, na visão da Cruz Vermelha, está protegida e é por isso que eles caminham para fazer as doações. Com o apoio das polícias civil, militar e do corpo de bombeiros, nós estamos desenvolvendo uma parceria ainda maior. A parceria tem que ser unificada e as policias do Estado do Maranhão estão unificando este processo de igualdade. Nós da Cruz Vermelha nos sentimos mais seguros no que estamos fazendo para a população do Estado do Maranhão.

A Cruz Vermelha no salvamento de Vidas

O Diretor Nacional Carlos Rangel informou, ainda, que a Cruz Vermelha existe há 157 anos e é presente em 190 países, entre eles os países árabes, africanos, asiáticos, os países continentais, a Europa e a América. “A Cruz Vermelha foi criada com a finalidade de resgatar e salvar vidas, pois o nosso papel é ajudar quando da ocorrência de nas catástrofes. A Cruz Vermelha é o maior veículo de mobilização social em função dos menos favorecidos. Aqui no Maranhão, atuamos no programa para ajudar as vítimas do município de Caxias. Estamos promovendo a ajuda humanitária para outros municípios maranhenses e em outras comunidades.


Carlos Rangel finalizou dizendo que “Aqui no Maranhão, a Cruz Vermelha Brasileira, junto com o Governo do Estado, quer trazer o Hospital de Queimados. “Estamos trazendo parceiros que já são nossos no exterior, para que juntos possamos pensar nesta possibilidade, de executar esta proposta pública, porque o Estado precisa do apoio das entidades públicas, particulares e privadas para somar a esta vontade da população”, salientou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.