quarta-feira, 5 de abril de 2017

GESTÃO JEFFERSON PORTELA VAI INSERIR 1.196 NOVOS POLICIAIS NO SISTEMA DE SEGURANÇA DO MARANHÃO

O Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela durante um encontro com Governador do Estado Flávio Dino, na tarde da última segunda-feira (3), no Palácio dos Leões, em São Luís, bateram o martelo no quis diz respeito a nomeação de 1.196 novos policiais e de 27 novos soldados para o Corpo de Bombeiro, além de anunciarem o novo concurso público para as Policias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros do Maranhão.
De acordo com chefe da pasta da segurança pública, o período para a conclusão de todo o processo de nomeação e concurso público deve ser de menos de 2 anos. “Estamos calculando esse tempo devido ao período de formação desses novos policiais e aos trâmites necessários”, afirmou Portela ao relatar que as vagas serão preenchidas por candidatos que atenderem as exigências estabelecidas nos normativos e editais.
Jefferson Portela se disse impressionado por ver como a força de segurança do Maranhão tem conseguido trabalhar em prol da segurança da sociedade mesmo com um efetivo pequeno, porém altamente equipada. “O diálogo será permanente neste governo, audácia do nosso governador tem comprovado que vai permitir o avanço da segurança do Estado”, finalizou Portela.
As nomeações destacam a medida como uma importante ação de reforço ao Programa “Pacto pela Paz”, que em menos de dois anos, durante a gestão Jefferson Portela deve inserir mais de 2.619 (dois mil, seiscentos e dezenove) novos Policias Militares ao sistema, um feito inédito, algo que deve ultrapassar a marca de 10 mil profissionais.
Durante o encontro, ainda foi afirmado a realização de um concurso público para as Polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiro que tem previsão de ocorrer ainda este ano e em 2018 alegando ser uma evolução a pasta da segurança.
Essas nomeações reforçam, diretamente, a segurança pública do Maranhão. A notícia é considerada muito positiva pelos integrantes da equipe de Jefferson Portela e chega num momento em que a sociedade apresenta demandas no setor da segurança. Os anúncios seguem na contramão de uma crise econômica que assombra outros estados do país e selam uma eficiente administração pública por parte do governo estadual e a pasta da segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.