segunda-feira, 24 de abril de 2017

PMMA faz balanço da “Operação Tiradentes”


A Polícia Militar do Maranhão participou da “Operação Tiradentes”, realizada em todo território brasileiro, por todas as Unidades da Federação e que começou nesta quinta-feira, 20 de abril, a partir das duas horas da tarde e teve duração de 24 horas. A operação foi acertada na 1ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG-PM/CBM), ocorrida de 4 a 7 de abril de 2017 no Rio de Janeiro. 

O lançamento oficial da operação no Estado do Maranhão aconteceu em São Luís, na Praça Maria Aragão com a presença do secretário de Segurança Pública do Estado, delegado Jefferson Portela, do comandante geral da PMMA, coronel Frederico Pereira, do delegado geral da Polícia Civil, delegado Lawrence Melo, do subcomandante geral da corporação, coronel Jorge Luongo e dos comandantes de Policiamento de Área Metropolitana (CPAM 1, 2 e 3), o coronel Pedro Ribeiro, coronel Brito e coronel Simplício, respectivamente. Além da presença de diversos profissionais de veículos de comunicação.

A ação é a primeira dessa envergadura e feita de forma conjunta entre as instituições militares estaduais. Envolve esforços adicionais por parte das corporações para a prevenção e manutenção da ordem pública, promovendo a segurança dos cidadãos brasileiros. 

No Maranhão a operação abrangeu toda região metropolitana de São Luís e os demais 213 municípios do interior do Estado, polarizando as ações em Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Chapadinha,  Codó, Colinas, Imperatriz, Mirinzal, Pedreiras, Pindaré, Pinheiro, Rosário,  Timon, Viana e Zé Doca. 

No âmbito nacional a “Operação Tiradentes” envolveu todas as polícias e bombeiros militares do Brasil, o efetivo empregado ultrapassou os 70.000 (setenta mil) policiais militares, 20.000 (vinte mil) bombeiros militares e houve a utilização de mais de 20.000 (vinte mil) viaturas, entre ônibus, carros, motos, aeronaves, quadriciclos e outros. 

As PMMA em 24 horas especificamente nessa operação e com o emprego efetivo de 1.195 (mil cento e noventa e cinco) policiais realizou 6.600 abordagens a pessoas e veículos, apreensão de 35 armas, atendimento de 147 ocorrências, apreensão de 64 veículos irregulares, prisão de 41 pessoas, além da apreensão de 36 papelotes de crack, 25 cabeças de cocaína, 19 papelotes e 100 gramas de maconha, cumprimento de 02 mandados de busca e apreensão, lavratura de 114 autos de infração de trânsito, recuperação de 12 veículos e lavratura de 08 termos circunstanciados.  

O coronel Frederico Pereira, comandante geral da PMMA, disse que a operação alcançou seu objetivo, garantindo o direito de ir e vir em segurança da população e que a ação operacionalizou e reforçou o policiamento ostensivo e preventivo que combate a criminalidade para manter a ordem pública. O coronel Pereira, lembra ainda, que a união das polícias de todo o Brasil mostra o quanto é importante a execução de uma operação simultânea com desdobramento da tropa no terreno deste país continental. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.