segunda-feira, 26 de junho de 2017

Assaltante de banco e foragido da Justiça é morto após troca de tiros com policiais civis e militares do Maranhão

Resultante de ações no combate ao crime contra as quadrilhas envolvidas com o arrombamento de agências bancárias no Maranhão, a Polícia Civil, e a Polícia Militar, localizaram o criminoso Vanderluz Gomes da Silva, 31 anos, conhecido como "Martelo”. A ação contra o crime aconteceu na manhã deste sábado (24), no município de Santa Rita. Na abordagem, houve confronto e o criminoso fora alvejado, não tendo resistindo aos ferimentos.

O Superintendente Estadual de Investigações Criminais, o Delegado Tiago Bardal relatou que após o criminoso Vanderluz Gomes, o “Martelo”, ter sido localizado pela SEIC, que integra a Polícia Civil; e a equipe do DIAE, da Polícia Militar realizaram o cerco contra o assaltante de banco, que estava escondido no município de Santa Rita. Durante a ação policial, com o objetivo de recapturar o criminoso, os policiais foram recebidos por disparos de arma de fogo. No intuito de tentar fugi, Vanderluz Gomes realizou disparos contra os policiais, mas sendo contido, ao ser alvejado por um disparo de arma de fogo.
Vanderluz Gomes que é natural de Goiânia, ainda foi encaminhado para o hospital local, mas não teria resistido aos ferimentos. Com ele fora apreendido um revólver calibre 38, 04 munições, sendo três deflagradas e uma intacta, e ainda um celular.

Foragido com extensa ficha criminal

O Delegado Tiago Bardal, que responde pela SEIC adiantou ainda, que “Vanderluz Gomes, o Martelo, possuí extensa ficha criminal por roubo a banco, nos estados do Maranhão, Piauí e Tocantins, bem como é um dos presos que fora resgatado no dia, 21.05.2017, do Centro de Detenção Provisória, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas”, ponderou o delegado.

Acerca desta fuga realizada no presídio de São Luís, o delegado Tiago Bardal, explicou ainda, que dos 36 presos resgatados, agora registramos: 07 foragidos mortos; 17 internos recapturados, restando ainda 12 internos, que estão foragidos da Justiça, mas ainda procurados pela polícia para serem recapturados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será avaliado e liberado posteriormente.

Obrigado pela sua participação.